ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 24º

Esportes

Palmeiras e Atlético Mineiro vão para o tudo ou nada hoje pela Libertadores

Por Paulo Nonato de Souza | 09/08/2017 15:33
O Palmeiras em um dos últimos treinos para o confronto com o Barcelona de Guayaquil; hoje é tudo ou nada (Foto: Divulgação/Palmeiras)
O Palmeiras em um dos últimos treinos para o confronto com o Barcelona de Guayaquil; hoje é tudo ou nada (Foto: Divulgação/Palmeiras)

A Taça Libertadores tem três times brasileiros em ação nesta quarta-feira: Atlético Mineiro, Palmeiras e Grêmio, todos em confrontos decisivos em casa que valem vaga nas quartas de final. Dos três, o Grêmio é o que está em melhor situação por ter vencido a sua partida de ida por 1 a 0 e hoje só precisa do empate para seguir adiante na competição sul-americana.

O Grêmio abre a participação brasileira diante do Godoy Cruz, às 18h15 (no horário de Mato Grosso do Sul), na Arena Grêmio, em Porto Alegre. A vitória por 1 a 0 no campo do adversário deixou os gremistas em boa situação, mas no elenco ninguém admite clima de já ganhou. Por isso o discurso é de respeito ao time argentino e que "nada está ganho".

Diferente dos gremistas, Palmeiras e Atlético Mineiro irão à campo com a obrigação de vencer. O Palmeiras encara o Barcelona de Guayaquil em seu estádio, o Allianz Parque, em São Paulo, às 20h45 (MS).

A classificação direta só virá com vitória por dois ou mais gols de diferença. Se vencer pelo mesmo placar da partida de ida (1 a 0) a decisão irá para os pênaltis. Para evitar garantir a vaga no tempo normal o Palmeiras terá um estádio lotado com mais de 40 mil torcedores, empurrando o time. Até ontem 36 mil ingressos já haviam sido vendidos.

Em campo, o Palmeiras estará reforçado por Deyverson, recém repatriado da Espanha, e com Moisés, recuperado de fratura, no banco de reservas. No jogo de ida, disputado no início de julho, os equatorianos marcaram na última bola da partida, e por isso a ordem do técnico Cuca é manter a atenção até o apito final.

O Barcelona chega para o duelo decisivo apoiado em uma boa campanha como visitante. Na fase de grupo, os equatorianos conseguiram duas vitórias por 2 a 0, contra Botafogo e Estudiantes, e foram derrotados apenas uma vez (3 a 1 contra o Atlético Nacional). Ou seja, marcou em todas as partidas fora do Equador.

A exemplo do Palmeiras, a noite será do tudo ou nada para o Atlético Mineiro. Vai enfrentar o Jorge Wilstermann, da Bolívia, às 20h45 (MS), no Mineirão. Como perdeu a partida de ida por 1 a 0, o Galo precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar à próxima fase. Caso repita o placar no primeiro confronto, a decisão vai para os pênaltis. A equipe boliviana joga pelo empate para se classificar.