A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

08/07/2018 13:52

Para 'craques' do amador, marcação falha tirou Brasil da Copa

Liniker Ribeiro e Mirian Machado
Jogador do Independência, time que venceu campeonato amador, neste domingo (Foto: Paulo Francis) Jogador do Independência, time que venceu campeonato amador, neste domingo (Foto: Paulo Francis)

A eliminação do Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo, após derrota para a Bélgica por 2 a 1, na última sexta-feira (6), ainda tem sido motivo de análises por parte de muitos brasileiros. Ao menos para jogadores da categoria amador, o que faltou para os profissionais foi concentração e marcação de atletas como Kevin De Bruyne, conhecido por sua velocidade e por ter marcado um dos gols da partida.

"Eu como centroavante sei que se dar espaço para um cara rápido, ele faz gol mesmo. Então tem que marcar e foi o que faltou para seleção. Fico triste porque eu acreditava no hexa esse ano e tínhamos tudo para passar da Bélgica", avalia Antônio Ananias, 32 anos, que já jogou em diversas equipes e atualmente defende a camisa do time amador Independência, que foi campeão do 16º Campeonato do Santa Emília de futebol amador, na manhã de hoje (8).

Adrian Acácio, lateral do Ferro Velho do Tatá (Foto: Paulo Francis) Adrian Acácio, lateral do Ferro Velho do Tatá (Foto: Paulo Francis)

 

Companheiro de equipe, o volante Darlan dos Santos também acompanhou os passos da seleção na disputa e apontou o que incentivou a derrota. "Willian e Fernandinho pecaram durante a partida e o Tite tinha que ter mexido no time ainda no primeiro tempo. A entrada do Douglas e do Renato Augusto deu certo, mas isso tinha que ter acontecido antes", afirmou.

A saída do Brasil acabou com a expectativa dos torcedores, que confiavam no hexa, este ano. Para quem já esteve entre os profissionais, a opinião é a mesma, faltou marcação da seleção. "Já joguei profissional e faltou vontade, além da marcação. A equipe acordou no segundo tempo, mas já era tarde. A nossa seleção era uma das favoritas e tinha tudo para ganhar, dava para ter passado", analisa Adrian Acácio, 28 anos, lateral do Ferro Velho do Tatá, segundo colocado no campeonato do Santa Emília.

Apesar do resultado, a avaliação do técnico Tite tem sido boa entre os amadores, que rasgaram elogios para a atuação do treinador. "Tite é um técnico maravilhoso, mas a Bélgica realmente estava muito boa", complementa Antônio Ananias, ao tirar o peso das costas de Tite.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions