ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

Aluno que for mesário poderá “matar aulas”, avisa UFMS

Por Jéssica Benitez e Anahi Zurutuza | 21/07/2022 06:00

Matando “aulas” – Os alunos da UFMS (Universidade Federal de mato Grosso do Sul) ganharam um super incentivo para aceitar ao “chamado” de Justiça Eleitoral. O estudante que for mesário voluntário em 2022 pode abater horas de atividades complementares – aquelas cumpridas em palestras e cursos fora da instituição, mas que são exigidas para a formação. Além disso, a lei já garante dois dias de folga no trabalho, desempate em concursos públicos, além de isenção de pagamento de inscrição nos concursos públicos estaduais.

Temporada de multas - A corrida eleitoral mal começou, mas as demandas judiciais já estão a todo vapor. Na tarde da última terça-feira (19), por exemplo, a Justiça Eleitoral negou recurso do ex-governador e pré-candidato ao Governo, André Puccinelli (MDB) e manteve multa de R$ 5 mil por propaganda eleitoral extemporânea, ou seja, feita fora do período liberado.

Caso - O emedebista foi a evento em Ponta Porã em março deste ano e, acompanhado da vereadora Lourdes Monteiro (MDB), pediu voto para si e para ela, que deve se candidatar a deputada estadual. Tudo foi filmado. A Procuradoria Regional Eleitoral não deixou passar batido e ingressou com representação contra a dupla.

Provado - Nos autos, tanto Puccinelli quanto Lourdes negam os fatos, mas, segundo decisão do relator, juiz Vladimir Abreu da Silva, vídeos e fotos anexados ao processo deixaram a propaganda antecipada clara. Até mesmo dois banners com a hashtag #VoltaAndré, usada na pré-campanha do emedebista, foram afixados no local do encontro.

Nelsinho mostrando a paleta de cores para gravação de vídeo (Foto: Reprodução)
Nelsinho mostrando a paleta de cores para gravação de vídeo (Foto: Reprodução)

Na estica – O senador Nelsinho Trad caprichou no figurino para gravação do convite do PSD para convenção partidária que ocorre no próximo dia 30. No Instagram, ele mostrou que carrega uma paleta de cores para saber qual tom de roupa lhe cai melhor para cada ocasião.

Merchan – O político aproveitou para fazer propaganda da ex-assessora de imprensa, Larissa Almeida, que agora presta outra assessoria para ele: a de imagem. Junto ao marido, Leonardo Cremer, ela tem um negócio especializado em consultoria de imagem e, ao que tudo indica, Nelsinho é um “cliente aplicado”.

Sem make – O senador compartilhou com seus seguidores fotos da paleta de cores e foi além, mostrou que o “truque” dá tão certo que nem é necessário usar maquiagem para disfarçar as imperfeições da pele. Usou um pincel apenas para retirar o brilho excessivo do rosto e ficou pronto para as câmeras.

Dívida – Andreia Nunes Zanelato, ex-mulher do ex-prefeito Gilmar Olarte, terá que desembolsar R$ 164 mil para quitar dívida acumulada junto à Fazenda. A cobrança virou ação de Execução Fiscal e a juíza Joseliza Alessandra Valenza Turine ordenou que, caso o total não seja pago, os bens da ex-primeira-dama sejam bloqueados.

Destino – A dívida, segundo consta nos autos, é oriunda do comércio que Andreia mantinha na Rua 14 de Julho, a Casa da Esteticista, mas que já nem funciona mais neste endereço. O débito começou em R$ 11 mil e chegou a R$ 164 mil devido a multa e juros acumulados.

Assunto – Falando em Olarte, duas mulheres, que entraram com ação contra o ex-prefeito por supostamente terem levado golpe imobiliário dele e de outro homem, terão que pagar oficial de Justiça do próprio bolso, caso queiram notificá-lo. Segundo mostra a movimentação do processo, isso ocorre porque o réu está preso.

Nos siga no Google Notícias