A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/11/2014 06:00

Câmara se rebela contra tarifaço no IPTU proposto por Olarte

Edivaldo Bitencourt

Revista – O MPF (Ministério Público Federal) adotou uma revista rigorosa para quem foi participar da audiência pública sobre a vinhaça, que reuniu especialistas ontem à tarde na Capital. Funcionários revistaram até os coletes dos fotógrafos. Tornou-se o órgão público mais seguro e fechado de Campo Grande.

Dia duro – A quinta-feira não foi fácil para o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP). Além do protesto dos professores, os vereadores se rebelaram na Câmara Municipal e até falaram em nova cassação ontem.

Sem tarifaço – Os vereadores já decidiram: Campo Grande não deverá ter reajuste abusivo neste ano. O presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), já avisou que o percentual de 18% não passa.

Derrota 2 – Olarte será o segundo prefeito a ter o índice de reajuste do IPTU alterado pelo legislativo municipal. O primeiro foi Alcides Bernal (PP), que viu os vereadores aprovarem o congelamento do tributo, como ele tinha proposto na campanha eleitoral. Neste ano, o reajuste foi a reposição da inflação.

Reforço – Os vereadores também decidiram se unir aos professores para pressionar o prefeito a cumprir a lei, que prevê reajuste de 8,46% nos salários do magistério em outubro deste ano. Eles ameaçam só votar projetos de interesse do Executivo com o fim da greve na educação.

Cultura – Outro foco de protestos contra Olarte está na cultura. Artistas foram à Câmara protestar contra o corte de R$ 5 milhões da Fundac (Fundação Municipal de Cultura). E para completar, o MPE centrou fogo pela manutenção da Quinta Gospel, que custa R$ 600 mil aos cofres públicos por ano.

Transtorno – Os moradores do entorno da Praça do Papa estão preocupados com as conseqüências do Show de Verão, promovido pela TV Morena, e que terá o cantor Luan Santana amanhã. Eles temem que a área depredada durante o evento não seja recuperada pela organização do evento.

Defesa - O deputado Carlos Marun (PMDB) usou a tribuna para defender o governador André Puccinelli (PMDB), sobre notícia que ele teria críticado a presidente Dilma Rousseff (PT), em evento em Brasília. Marun disse que os boatos visam prejudicar Puccinelli.

Alívio – O desmentido de Puccinelli trouxe alívio ao deputado estadual Pedro Kemp (PT). O peemedebista garantiu que mantém os elogios a presidente Dilma. Para Kemp, o desmentido faz “justiça” com a petista.

Pobres – Os deputados estaduais Cabo Almi (PT) e Lídio Lopes (PEN) se estranharam ontem. O petista não gostou do discurso do parlamentar, que criticou os programas sociais. Para Almi, como pastor, Lopes deveria defender os mais pobres. O outro reagiu, dizendo que colocou o mandato para defender vidas.

(colaboraram Kleber Clajus, Ângela Kempfer, Marcos Ermínjio e Leonardo Rocha)

Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions