A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/01/2015 06:00

Decisão do STJ contra Arroyo dará força a 3º nome para o TCE

Edivaldo Bitencourt

Sem esperança – O Superior Tribunal de Justiça também impôs uma derrota ao grupo político do deputado estadual Antonio Carlos Arroyo (PR). A corte era a última esperança do parlamentar conseguir substituir José Ricardo Pereira Cabral no Tribunal de Contas do Estado.

Round – Com a decisão do STJ, ganha força o movimento para buscar a terceira via para a corte fiscal. Sem Arroyo e Edson Giroto, preterido na fase inicial, um tucano é cotado para ocupar a vaga aperta com a aposentadoria de Cabral. O nome pode ser indicado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Difícil – Prevista para ontem, a posse da secretária estadual de Habitação, Maria do Carmo Avezani, foi adiada, novamente. O Governo estadual alegou “problema de agenda” para adiar a posse, que já tinha até convites distribuídos.

Segundo – A presidente Dilma Rousseff (PT) também não está com pressa para definir os nomes dos segundo escalão e de órgãos federais. Em Mato Grosso do Sul, o cargo mais cobiçado é o chefe do DNIT, apesar da privatização da BR-163.

Articulações – O PT e o PMDB articulam, nos bastidores, a indicação para instituições como Funasa, Superintendência Federal de Agricultura, Funai, Conab, Incra, entre outros.

Votos – O cargo pode render votos, como foi o caso da “invisível” Superintendência do Desenvolvimento Agrário. O chefe da unidade, João Grandão, conseguiu garantir a eleição como deputado estadual pelo PT.

Não, por telefone – Candidato a presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) contou que está com dificuldade para negociar apoio com os parlamentares estaduais. Ele explicou que as negociações só vão ganhar fôlego quando as férias dos deputados chegarem ao fim. Ele não gosta de conversar por telefone.

Novatos – Com a disputa praticamente empatada, Zé Teixeira e Júnior Mochi (PMDB) apostam nos novatos para vencer a eleição de presidente da Assembleia Legislativa. José Carlos Barbosa (PSB) foi procurado pelo democrata, apesar de ser eleitor declarado do peemedebista.

Dois pesos, duas medidas – O ex-prefeito Alcides Bernal (PP) mantém a esperança de voltar ao cargo. O inusitado da questão é que ele aposta na Justiça, a mesma que ele ignora ao manter a expulsão de Gilmar Olarte do partido.

Valor – O governador Reinaldo Azambuja recorreu ao Facebook para acalmar os professores sobre o reajuste, previsto para este mês. Ele disse que sabe da importância da categoria e apostam na valorização dos profissionais da educação pública. Após o recado, ele agendou reunião com a Fetems para discutir o assunto para esta quarta-feira.

(colaboraram Kleber Clajus e Juliene Katayama)

#FicaTemer: governo vai deixar saudades, avalia Marun
#FicaTemer – A hastag bombou nas redes sociais impulsionada por eleitores que fazem oposição ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro, e o ministro ...
O ato falho de Odilon ao anunciar apoio
Tropeço – No ato em que recebeu apoio do MDB na disputa pelo governo estadual, Odilon de Oliveira (PDT) também aproveitou para declarar seu apoio a J...
Deputada não reeleita critica regras
Justificativa - A deputada Mara Caseiro (PSDB) comentou ontem na Assembleia Legislativa que não se elegeu pelas regras da legenda, já que sua votação...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions