A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


30/12/2010 06:00

Proibido fumar

Jogo Aberto

A prefeita Délia Razuk (PMDB) soltou o verbo ao assinar convênios com a Caixa. Disse que os empresários sempre tiveram uma grande desconfiança em investir em Dourados, mas que agora “não existe mais caixa por trás” e a cidade retomou o rumo, após a “faxina geral” pela qual passou a administração municipal.

Délia, aliás, se mostrou vaidosa com os fotógrafos que registraram o evento. Tímida com jornalistas, ela pediu que eles esperassem ela arrumar os cabelos e disse que queria sair bem na foto.

Superintendente da Caixa, Paulo Antunes se divertiu com a possibilidade de lançamento de um “banco barco” no Pantanal, a exemplo do que foi inaugurado no Norte do País. “Alguns gerentes já até se candidataram, mas só vai quem souber pescar”, brincou.

O prefeito Ruiter Cunha (PT) diz que pode disputar a Câmara, já que Corumbá há tempos não tem um representante no Congresso, e que Paulo Duarte (PT) é apenas “um dos” nomes para sucedê-lo. Entretanto, a verdade é que os dois devem promover um verdadeiro troca-troca: o que é prefeito vira deputado, e vice-versa.

Mesmo se tratando de um evento importante, Nelsinho Trad (PMDB) mandou o secretário de Governo representá-lo na assinatura de convênios com a Caixa. Rodrigo Aquino informou apenas que ele estava em “outra agenda” e não revelou, sob hipótese alguma, que compromisso misterioso era esse.

Nas entrevistas, a prefeita interina de Dourados, Délia Razuk (PMDB), economiza nas palavras e evita críticas à decisão do partido de apoiar Murilo Zauith (DEM). Mas será difícil tê-la no mesmo palanque que o democrata. Até agora, ela não aceitou ver naufragar o projeto de permanecer no cargo.

Em março, Délia retorna à Câmara Municipal. Ela terá dois anos para tentar convencer o partido a ser candidata a prefeita. Se o projeto não vingar, restará a reeleição como vereadora.

Atual suplente do senador, Antonio João Hugo Rodrigues deu uma cutucada ontem em Delcídio do Amaral (PT). Ele escreveu que o “Antonio Fagundes de MS” “joga em todas as pontas, menos no PT”. Para o empresário, Delcídio só não deixa o Partido dos Trabalhadores porque a legislação não permite.

A TV Guanandi (afiliada da Band) virou motivo de piada de funcionários da concorrência após fazer uma retrospectiva com imagens da internet e outras de pouca qualidade, em que é possível identificar os pixels (pontinhos).

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) está apertando o cerco ao fumo. Ela propôs restringir às tabacarias a exposição dos produtos derivados do tabaco, como o cigarro, além de proibir a venda pela internet. A consulta pública começou a ser feita nesta semana e vai até 31 de março de 2011. Sugestões podem ser enviadas ao e-mail controle.tabaco@anvisa.com.br.

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions