A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


29/10/2014 06:00

Dirigente sindical tem salário de R$ 21 mil como professor

.

Super salário – O diretor da ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública), Waldemar Gomes de Carvalho Júnior, é um dos privilegiados da categoria. Recebe salário mensal de R$ 21 mil como professor, mas na verdade não frequenta sala de aula. Ele faz política sindical.

Greve – O sindicalista faz parte da comissão de negociação, que vem pressionando o prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), para aumentar, em 8,46%, seu vencimento e de seus 5,5 mil colegas professores. Como a prefeitura está sem dinheiro, a ACP ameaça greve na rede pública na segunda-feira (3).

Ibope – Continua repercutindo a pesquisa do Ibope, que errou o resultado das eleições no Estado. Ontem, Waldemir Moka (PMDB) levou para o plenário do Senado o erro do instituto, que deu empate técnico na véspera da eleição - Delcídio do Amaral (PT) com 51% e Reinaldo Azambuja (PSDB) com 49%. O tucano venceu com 55,3%.

Reguladas – Moka destacou que as pesquisas têm influência no resultado das urnas. Durante discurso do senador Luiz Henrique (PMDB/SC), ele destacou que os institutos interferem na opinião popular até com meses de antecedência. O senador sul-mato-grossense é a favor de regras mais claras sobre pesquisas eleitorais.

PP – Até ontem, o ex-prefeito Alcides Bernal (PP) continuava no comando regional do partido. O prefeito Gilmar Olarte garantiu que assumiria o diretório regional do PP no dia 28 deste mês. Ele pretende indicar o professor e ex-secretário municipal de Meio Ambiente, Cezar Afonso, para o lugar de Bernal.

Quase pronta – Eleita deputada federal, Tereza Cristina Corrêa da Costa já está com o vestido pronto para a posse. “Fiz a roupa da posse, só não marquei, ainda, o cabeleireiro”, revelou a socialista. Os novos deputados assumem no dia 2 de fevereiro de 2015.

De Marte – A vice-governadora eleita, Rose Modesto (PSDB), destaca o fato de ser a segunda mulher eleita para o posto no Estado. Ele disse que os homens pensam diferente das mulheres. Além do sexo feminino, ela representa a Capital e os evangélicos.

Dicas – Modesta, a vereadora já anunciou que vai ter algumas aulas sobre o cargo com a atual vice-governadora, Simone Tebet (PMDB). A peemedebista é um bom exemplo, já que trilha uma carreira vitoriosa: deputada estadual, prefeita de Três Lagoas, vice-governadora e senadora.

Cotada – Rose é candidata certa do PSDB para disputar a Prefeitura de Campo Grande em 2016. Outro nome no páreo para a disputa é o deputado estadual Marquinhos Trad, que tem confirmado a informação de que deve deixar o PMDB para seguir o caminho do irmão, Nelsinho Trad, prefeito da Capital por dois mandatos.

Sem nomes – O senador Delcídio do Amaral (PT) admitiu que o partido ainda não tem nomes para disputar a sucessão de Olarte. Ele defendeu a busca de alguém com densidade eleitoral para quebrar o tabu de que petista não consegue vencer em Campo Grande.

(colaboraram Aline dos Santos, Edivaldo Bitencourt, Kleber Clajus e Ludyney Moura)

(editada para correção às 10h53)

 

Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions