A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/07/2017 06:00

Em nova aposta, prefeitura vai renegociar dívida da dívida

Priscilla Peres

No bolso - Consumidores devem ficar atentos a conta de energia elétrica a partir deste mês, já que haverá incidência de cobrança extra. Além da bandeira tarifária amarela em julho, campo-grandenses terão que arcar com o pagamento retroativo da Cosip (Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública), que vai custar R$ 43 em média por cliente até abril de 2018.

Inadimplência – “Se for da minha vontade, a resposta é não. Isso tem levado a uma tradição de inadimplência com a prefeitura, porque as pessoas já esperam por esse benefício”, declarou o prefeito Marquinhos Trad (PSD), no dia 22 de junho, ao ser questionado se faria novamente refinanciamento de dívidas.

Voltou atrás – Uma semana depois, o prefeito mudou de opinião e enviou à Câmara Municipal projeto de lei que autoriza o município a reparcelar dívidas que já haviam sido renegociadas por meio do Refis (Programa de Conciliação Fiscal).

Apelo – “Foi um apelo da classe baixa e média que passam por dificuldades econômicas e que tinham feito parcelamento e deixaram de cumprir alguns meses”, justificou Marquinhos. “Eu já atrasei carnês no passado, depois pagava com juros e multas, e parcelava novamente. Quero dar a mesma oportunidade”.

No caminho - Goiás deve seguir os passos de Mato Grosso do Sul e reduzir o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do transporte do boi em pé. O vizinho Mato Grosso também já aderiu a mudança, motivada pelas recentes crises do mercado da carne que envolvem o principal comprador brasileiro, JBS.

Problemas - O impasse sobre a venda da Eldorado continua, com a chilena Arauco e a Fibria na concorrência. Porém, analistas de mercado afirmam que problemas com florestas, finanças e logísticas podem afastar interessados e derrubar o preço final a ser pago aos irmãos Batistas, que tentam vender seus ativos para gerar caixa.

Interesses – Outro obstáculo para a venda da gigante da celulose é o envolvimento do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em posição conflitante já que é credor da Eldorado e terá que dar anuência para a venda e acionista da Fibria, interessada na compra.

Lado a lado - O deputado federal Luiz Henrique Madetta (DEM) tem acompanhado o primo e prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), nas suas agendas em Brasília (DF). De acordo com Mandetta, na quarta-feira (5) também estará presente na reunião de Trad no Ministério das Cidades.

Trilhos - Com relação à crise financeira e política no cenário nacional, o representante de Mato Grosso do Sul na Câmara dos Deputados, disse que a presidência da República é a locomotiva, tornando os estados vagões que andam no mesmo trilho. "Nós aqui somos parte dessa crise".

Denúncia - Mandetta disse que ainda não leu a denúncia do MPF (Ministério Público Federal) contra o presidente Michel Temer (PMDB), por corrupção passiva. Antes de votar junto com os demais 512 deputados, o parlamentar disse que vai analisar os argumentos da acusação e da defesa. "Vou ler porque é muita coisa que é fato e muita coisa que é boato. A sensação que a gente é que se não abrir a internet de 15 em 15 minutos parece que alguma coisa já mudou", destacou.

(Colaboraram Yarima Mecchi e Richelieu de Carlo)

Vinda de Temer a MS atraiu poucos políticos
Recepção solitária – Programada em meio ao clima de tensão política sem fim em Brasília, a agenda do presidente Michel Temer em Mato Grosso do Sul no...
Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions