A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


01/07/2015 06:00

Ex-secretário sonha com a vaga do ex-chefe na Capital

Edivaldo Bitencourt

Outro – O ex-secretário municipal de Infraestrutura, Semy Ferraz, saiu do PT. No entanto, ele não deve se filiar ao PPS. O ex-petista vai se filiar no próximo sábado ao PSOL, um partido mais à esquerda do que o PT. Ontem, o Jogo Aberto informou que ele tinha se filiado ao PPS.

Sonho meu – Semy passa a ser opção para disputar a Prefeitura Municipal de Campo Grande. Ele não pretende disputar a prefeitura de Paranaíba, que já concorreu e não ganhou uma vez. No entanto, a concorrência deve ser dura, já que o partido conta com o professor Sidney Melo, que disputou o Governo no ano passado.

Estratégia – O ex-petista pode ser arma do PSOL para eleger o primeiro vereador em Campo Grande. Ex-deputado estadual e ex-secretário, Semy pode ser o candidato a uma das 29 vagas na Câmara Municipal.

Tranqüilo – O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) revelou, durante encontro na Fetems, que manteve a tranquilidade durante a greve do magistério. Ele disse que apesar da tensão durante os oito dias de greve, o objetivo das duas partes foi o mesmo, o reajuste no piso da categoria.

Encontro – Na sexta-feira, o tucano vai a Goiânia (GO) para reunião com todos os governadores. Eles vão discutir a partilha dos royalties do pré-sal, que prevê o investimento de 75% em educação e 25% em saúde.

Mais pontos - O governador e o presidente da Fetems, Roberto Botarelli, possuem alguns pontos em comuns, apesar da disputa entre o PSDB e o PT. Os dois são corintianos. Eles também, segundo o governador, querem uma educação melhor e avançar nas políticas públicas para o setor.

Inoportuno – A senadora Simone Tebet (PMDB) criticou a proposta para se votar em regime de urgência a mudança na exploração do pré-sal. O senador José Serra (PSDB/SP) propõe a retirada da cláusula que obriga a Petrobras em todas as licitações da exploração do petróleo.

Tiro no pé – Em greve há quase 40 dias, os professores deram um motivo para a prefeitura adiar a apresentação de nova proposta para acabar com a greve. Eles denunciaram o prefeito Gilmar Olarte (PP) por não cumprir a lei municipal que determina o pagamento do piso nacional para jornada de 20 horas.

Estaca zero – Após ser convidada pelo Ministério Público Estadual para uma reunião, a prefeitura decidiu suspender a apresentação de nova proposta. Na briga, estudantes da rede municipal continuam sem aulas e devem ficar sem as férias escolares de julho.

Briga sem fim – A vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado virou uma novela sem fim. A volta do conselheiro José Ricardo Cabral a ativa não pôs fim a celeuma causa pela nomeação do ex-deputado Antonio Carlos Arroyo para a vaga. Agora, a corte fiscal vai investigar a conduta de José Ricardo e pode aposentá-lo compulsoriamente.

(colaborou Leonardo Rocha)

Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...
#FicaTemer: governo vai deixar saudades, avalia Marun
#FicaTemer – A hastag bombou nas redes sociais impulsionada por eleitores que fazem oposição ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro, e o ministro ...
O ato falho de Odilon ao anunciar apoio
Tropeço – No ato em que recebeu apoio do MDB na disputa pelo governo estadual, Odilon de Oliveira (PDT) também aproveitou para declarar seu apoio a J...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions