A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/10/2013 06:00

Favoritismo faz PMDB insistir na candidatura de André

Edivaldo Bitencourt

Só dois no plenário – A “baixa audiência” fez o deputado estadual Laerte Tetila (PT) adiar o discurso, ontem (1), durante sessão na Assembleia Legislativa. Só dois deputados estavam no plenário. O petista quer propor uma quarta alternativa para a rota bioceânica, entre Mato Grosso do Sul e o Chile. A solução reduzirá o percurso em aproximadamente sete mil quilômetros.

Rejeição - O governador André Puccinelli (PMDB) reagiu às declarações do vereador Zeca do PT, de que o povo não receberia bem um aliança entre os dois partidos. Para André, o petista deve se preocupar com o alto índice de rejeição e não ficar prevendo derrota de Delcídio em eventual aliança PMDB-PT.

Favorito – Apesar da resistência do governador André Puccinelli, ele continua como candidato ao Senado em 2014 nos planos do partido. O PMDB não desistiu da candidatura do peemedebista porque ele aparece como favorito em todas as pesquisas de opinião e pode reforçar a chapa de Nelson Trad Filho (PMDB).

Simone – Lideranças do PMDB traçam um plano para contemplar a vice-governadora Simone Tebet. Ela pode ser suplente de Puccinelli. Ele pode, dependendo do cenário, disputar a sucessão de Alcides Bernal em 2016. No caso de eleição do peemedebista, Simone realizará o sonho de assumir a vaga no Senado, que já foi do seu pai, Ramez Tebet.

Só bônus – O governador brincou, nesta quarta-feira, com a defesa veemente dos servidores feita pelos deputados estaduais Júnior Mochi (PMDB) e Osvane Ramos (PTdoB). Ele disse que, às vezes, eles defendem tanto os servidores, que até esquecem que fazem parte da base aliada. “Cobrar é fácil, já que a conta não fica no lombo deles”, afirmou Puccinelli.

Antigamente - André ainda brincou com os deputados lembrando que, quando conheceu Osvane, ele usava fraldão de saco de farinha. E falou que Mochi ainda tinha cabelo e não era careca como está agora. Os dois participaram do evento em comemoração à Semana do Servidor estadual.

Trilha sonora - Após o coral dos servidores cantarem o hino estadual de Mato Grosso do Sul, André fez questão de pedir ao maestro que cantasse Mercedita em homenagem à Cassems e Chalana para a Fedems. O governador já havia reparado que a canção Boate Azul cantada antes era música de dor de cotovelo.

Apelido insólito – O autor da ação que bloqueou as contas do PT municipal é insólito. Vigia do partido por 10 anos, o trabalhador nunca foi registrado em carteira e ganhou R$ 120 mil na Justiça do Trabalho. Os petistas até brincam com o apelido do “camarada, já que todo o dinheiro, que seria usado para pagar contas de água e telefone, está indo para o “Tijela”.

Telefone – O vereador Cazuza tinha um número de telefone que vem dando trabalho para o atual usuário. Ele é autor da linha telefônica com final 0111 e não aguenta mais receber ligações de gente procurando pelo vereador progressista.

Rede –O Tribunal Superior Eleitoral pode frustrar muitos políticos em Mato Grosso do Sul. Tem lideranças, incluindo-se vereadores, esperando a aprovação da nova sigla para desembarcar da atual legenda. Ou seja, o drama não é apenas da ex-senadora Marina Silva.

(colaboraram Leonardo Rocha e Kleber Clajus)

Já tem gente curtindo a folga de fim de ano
Fim de expediente - Enquanto o recesso parlamentar terá início no próximo fim de semana, quando algumas prefeituras também suspendem as atividades pa...
A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...


Conta "no lombo" ? Tenho uma sugestão para o governador : exonere os 2.357 cargos comissionados e então sobra dinheiro para pagar os concursados.
 
Marcos Paulo Hypollito em 04/10/2013 01:40:11
Estaria o PMDB vendo o PT como tábua de salvação ? Que benefícios traria ao povo esta fusão ?

 
Joe Nova em 03/10/2013 17:32:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions