A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/02/2015 07:00

Foguetório e gafe marcam inauguração em estádio

Edivaldo Bitencourt

Foguetório – Durante a inauguração da reforma do estádio no Parque Jacques da Luz, nas Moreninhas, o foguetório abafou o discurso do prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), por aproximadamente cinco minutos. A festa foi promovida pelo município.

Gafe – Outra falha na festiva inauguração do estádio ocorreu na hora de marcar o pênalti. O prefeito da Capital bateu, mas o goleiro defendeu a cobrança. Nesses eventos, a praxe é permitir que a autoridade marque o primeiro gol.

Histórico – O Jacques da Luz está ficando famoso em não permitir o primeiro gol de uma autoridade. Quando o estádio foi construído, o então governador Zeca do PT até trocou de time para chutar o primeiro pênalti, mas o goleiro também defendeu.

Muito obrigado – O jornalista e ex-diretor executivo do Correio do Estado, Ico Victório, recusou o convite para assumir a chefia da comunicação no município. Ele sentiu-se lisonjeado pelo convite, mas preferiu continuar na assessoria da MSGás.

Acomodado – Na esperança de que tinha acertado o novo comando, o prefeito Gilmar Olarte (PP) até tinha acomodado o jornalista Edson Godoy em outra pasta. Ele foi nomeado secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico.

Na ativa – O ex-governador André Puccinelli (PMDB) voltou com tudo à ativa. Além do périplo por Brasília, ele se reuniu com o sucessor, Reinaldo Azambuja (PSDB), para discutir auditoria na sua gestão e se defender da acusação de que não agiu de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

PMDB – Após ficar no comando da prefeitura da Capital por 20 anos e do Estado por oito, o PMDB vai promover uma oxigenação nas bases para ganhar musculatura. A primeira reunião com esse objetivo acontecerá no dia 23 deste mês.

Pré-candidatos – Com Marquinhos Trad quase de saíde, o PMDB conta com outros nomes para disputar a prefeitura. Os mais cotados são Carlos Marun, Maria Antonieta Amorim, André Puccinelli e Waldemir Moka.

Opções – O ex-deputado federal Fábio Trad tem várias opções após deixar o PMDB. Ele pode assumir o comando do PL, que vem sendo construído pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab. As outras opções seriam o PTB e o Rede, que pode ser criada pela ex-senadora Marina Silva.

A força – O desfile das escolas de samba segue fraco na Capital. Por outro lado, os blocos devem fazer a festa durante o reinado do Momo, que começou ontem. São 22 blocos na cidade, contra seis há sete anos.

(colaboraram Alan Diógenes, Paulo Nonato de Souza e Juliene Katayama)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions