A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


25/04/2016 06:00

Grupo quer lotar parque para 'efeito dominó gigante' dia 1º

Waldemar Gonçalves
Protesto do Chega de Impostos quer recorde em efeito dominó contra a corrupção (Foto: Reprodução / Facebook)Protesto do Chega de Impostos quer recorde em efeito dominó contra a corrupção (Foto: Reprodução / Facebook)

Efeito dominó – Enquanto grupos contrários ao impeachment preparam grande mobilização para 1º de maio, os favoráveis ao afastamento de Dilma Rousseff (PT) divulgam pelas redes sociais um protesto, no mínimo, inusitado. “Venha derrubar corruptos em efeito dominó”, chama o Chega de Impostos.

Record mundial – A ideia é que cada manifestante leve um colchão de solteiro e uma máscara do seu “corrupto predileto”. “Vamos derrubá-los em efeito dominó e bater o record mundial!”, traz peça de divulgação do protesto, assinada com um “Chega!”, da chamada organização comunitária Chega de Impostos. A manifestação está prevista para começar às 16h, no Parque das Nações Indígenas.

Debandada petista – Reportagem publicada na Folha de São Paulo, ontem, revela que 1 a cada 5 prefeitos do PT eleitos em 2012 deixou o partido. Em números absolutos, 135 de 638 gestores pediram desfiliação ou foram expulsos, conforme a mesma fonte.

O principal – O material da Folha coloca que as maiores baixas petistas ocorreram em São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro. Mas, cita dado já noticiado pelo Campo Grande News: em Mato Grosso do Sul, oito dos 13 prefeitos do PT migraram, incluindo o principal deles, Paulo Duarte, de Corumbá e que inclusive esteve ontem acompanhando o jogo do Corumbaense contra o Comercial, pela semifinal do campeonato estadual.

Sem educação – “Fiquei frustrado. Que povo horroroso. Gente feia, sem educação. Achei a Câmara um lugar horrível”. O comentário é do presidente de honra do PDT em Mato Grosso do Sul, João Leite Schimidt, sobre a votação do processo de impeachment de Dilma na Câmara dos Deputados. Ele relembra tempos em que ainda havia “coro” no Congresso Nacional.

Vira rei – Schimidt também analisa a situação política como extremamente favorável ao PMDB, inclusive para Mato Grosso do Sul. “O PMDB está com tudo nas mãos. Se (o vice-presidente) Michel Temer assumir, aqui em Mato Grosso do Sul André Puccinelli vira rei”, disse.

Ficha limpa – O PDT terá chapa única para concorrer à Prefeitura de Campo Grande. O nome já está definido e será mesmo a ex-vereadora de Campo Grande, Tereza Name. Detalhe: só o que falta é ela aceitar. Para o diretório, a justificativa da escolha é simples: é uma política ficha limpa, coisa que está difícil de encontrar hoje em dia.

Força e fé – O ex-vereador e ex-secretário municipal de Governo, Paulo Pedra (PDT), costuma postar no Facebook fotos de suas ‘façanhas’ fitness. No feriado de Tiradentes, por exemplo, colocou até vídeos do treinamento na academia. No domingo, no entanto, foi dia de fazer check in no Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro: “buscando proteção espiritual, renovando a fé”, escreveu.

Socorro – Sábado à tarde, ao ver um homem estirado no chão dentro do terreno de uma escola, uma moradora do Jardim Centro Oeste, em Campo Grande, acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para saber o que fazer. A partir dali, ela viveu uma experiência um tanto quanto diferente.

Mexeu na cena – Do outro lado da linha, o atendente perguntou para ela ver se o homem respirava. Com a resposta negativa, o funcionário do Samu pediu à mulher que tocasse no corpo para saber se ele estava frio. Outra resposta negativa, pois o cadáver jazia sob o sol. Ainda assim, solicitaram a ela que tentasse levantar um braço para saber a rigidez do corpo. Um policial, ouvindo a história da mulher, condenou as orientações do Samu, lembrando que os procedimentos poderiam alterar a cena de um crime.

(com a redação)

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions