A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


31/01/2020 06:00

Incra promete reagir, mas nem telefone tem em MS

Ângela Kempfer e Tainá Jara
Sede do Incra em Campo Grande, no Shopping Marrakech. (Foto: Arquivo)Sede do Incra em Campo Grande, no Shopping Marrakech. (Foto: Arquivo)

Mudo – A meta anunciada ontem pelo governo federal é otimizar os trabalhos no Incra-MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) em 2020. Mas em Mato Grosso do Sul as unidades nem telefone fixo têm, desde 2017.

Desinteressados - Conforme o superintendente no Estado, Antônio de Castro, o problema está na contratação do serviço. Duas das licitações realizadas foram desertas, o que adiou a solução do problema. No final do ano passado, negociações de dívidas foram feitas e a OI assumiu o serviço. As linhas telefônicas devem voltar a funcionar dentro de 30 ou 40 dias, garante o diretor.

Ainda não - Apesar de ter anunciado que pediria ressarcimento pelo "desconto" de 15 centavos na tarifa do transporte coletivo em Campo Grande que vigorou por 13 dias, graças a decisão do TCE (Tribunal de Contas do Estado), o Consórcio Guaicurus ainda não adotou a providência. O valor é de R$ 240 mil. A coluna apurou que a cobrança não chegou às autoridades, nem tem prazo para isso.

Coronavírus - As secretarias estaduais informaram ao Ministério da Saúde os hospitais de referência no Brasil para atendimento dos casos do coronavírus. Em Mato Grosso do Sul, o escolhido foi o Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande.

Há controvérsias - Apesar de todas as críticas sobre sucateamento e troca constantes na direção, segundo o Ministério, os hospitais escolhidos no Brasil têm “ampla capacidade de atendimento com profissionais especializados para situações de risco à saúde pública”.

Vendendo - A Associação Brasileira de Shopping Centers garante que o setor teve um aumento de 7,9% nas vendas em 2019. No País, o faturamento atingiu R$ 192,8 bilhões, o melhor resultado desde 2014. Por aqui, a expectativa no final do ano do passado era de aumento de 20% nas vendas dos shoppings, mais do que o dobro do que aponta a pesquisa da Associação.

Indústria – Em Mato Grosso do Sul, 39 cidades tiveram saldo positivo na geração de empregos na indústria, segundo a Fiems (Federação da Indústria de Mato Grosso do Sul). Itaquiraí, Sidrolândia e Dourados ficaram no topo da lista, desbancando Três Lagoas, que por muito tempo foi destaque no Estado.

Vaga no sol - Enquanto o governo federal fala em “taxar o sol”, a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica faz propaganda do setor. Segundo a entidade, serão gerados 120 mil novos empregos este ano, em todas as regiões do País.

Pequenos - “A maior parcela destes postos de trabalho deverá vir das mais de 14 mil pequenas e médias empresas do segmento de geração distribuída, responsáveis por mais de 162 mil empregos acumulados”, avalia a entidade.

Churras - Turma de assadores de Três Lagoas foi selecionada para representar o Brasil em campeonato de churrasco no Chile, que acontece a partir de hoje e segue até 2 de fevereiro. O nome do grupo é Brutus e já embarcou para a cidade de La Serena, a convite da Associação Brasileira de Churrasco. A equipe de 5 churrasqueiros vai ter de provar que sabe assar como ninguém um bom carneiro, cabrito, boi, peixe e porco.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions