A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/12/2010 06:00

Cumprindo tabela

Jogo Aberto

O presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), fala pouco sobre o assunto, mas está se movimentando com força nos bastidores para continuar no cargo. Londres Machado (PR) também está de olho na cadeira que já ocupou várias vezes, mas um acordo pode dar fim à disputa: um dos dois pode abrir mão para ocupar a primeira secretaria.

Considerado por muitos o maior poeta vivo do Brasil, o pantaneiro Manoel de Barros completou 94 anos no domingo, sem nenhum evento alusivo. A única homenagem foi da FMB (Fundação Manoel de Barros) que lançou na Uniderp FM o programa "O Brasil Fala Manoel de Barros", que consiste em declamações de fragmentos da obra do poeta.

Prefeito da Capital, Nelsinho Trad (PMDB) aderiu de forma tímida à mobilização nacional pelos royalties do petróleo. Só fecha hoje as portas do gabinete e da secretaria de Governo. O resto, funciona normalmente.

O vereador Laudir Abreu da Rosa (DEM) conquistou sem muito esforço a presidência da Câmara de Sonora. Como duas eleições foram feitas e só dava empate, o critério de escolha foi a idade. Com 53 anos, ele venceu Jansen Peixoto Barbosa (PTB), que tem 40.

O deputado estadual reeleito Marquinhos Trad (PMDB) reafirmou ontem que não faz e nem fará parte da base aliada do governador André Puccinelli (PMDB). Mas ele também não é da oposição. Marquinhos não quer rótulos, diz que é independente e que o compromisso dele é com a população.

Se for pra valer a intenção de Marquinhos de disputar a prefeitura, ele pode ter muitos votos. Marquinho afirma que, por mês, atende de 1.400 a 1.500 pessoas no gabinete dele, na Assembleia Legislativa. “Atendi 35.000 pessoas nesta legislatura”, afirmou.

Quem não conseguiu se eleger em outubro deste ano ainda tem uma última esperança: as eleições de 2012. Paulo Duarte (PT) e Júnior Mochi (PMDB) têm grandes chances de se vencer para prefeito de Corumbá e Coxim, abrindo duas vagas. Também não está descartada a candidatura dos deputados Onevan de Matos (PSDB) em Naviraí e de Felipe Orro (PDT) em Aquidauana.

Se Mochi for vitorioso, abre vaga para Rinaldo Modesto (PSDB), que já tem chances imediatas de ficar com a cadeira a partir da indicação de Carlos Marun (PMDB) para a secretaria de Habitação. O próximo da lista é Youssif Domingos (PMDB), que já tem o comando da Agepan assegurado. O terceiro beneficiado seria Ary Rigo (PSDB).

Já se Paulo Duarte for eleito prefeito de Corumbá em 2012, ele abre vaga na Assembleia para o colega Amarildo Cruz, que não foi reeleito.

Primeiro candidato para prefeito de Dourados definido em convenção, José Araújo Oliveira (PSOL) teve apenas 330 votos neste ano, na disputa por uma das cadeiras na Assembleia Legislativa. O candidato a vice George Motoqueiro também não teve um desempenho brilhante. Ele recebeu 968 votos para a Câmara dos Deputados.

"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...



Só sei q de minha parte, presto atenção em alguns políticos mas confesso que não tenho muito estômago pra suportar certas atitudes e decisões desses, mas eu penso que ainda assim, já que é o tal "mal necessário", prefiro os novos (menos vícios) e pelo menos, podem ter a cabeça mais aberta e não ficarem se enrolando em torno de seus próprios mal-feitos. Não são todos condenáveis, mas tá muito difícil separar o joio do trigo nesse meio. Talvez o pecado maior, seja justamente dos considerados bons e bem intencionados, pois se calam e se omitem permitindo assim, o estrago que aí está. É desconfiança pra todos os lados, é investigação que não acaba mais. Tô muito cansada disso tudo...Desculpem o desabafo, mas é assim que vejo...
 
Lúcia Sales Dorneles em 21/12/2010 04:03:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions