ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Marquinhos explica apoio de Mandetta e critica Murilo

Por Angela Kempfer e Fernanda Palheta | 10/03/2020 06:00
Marquinhos Trad falou nesta segunda-feira do apoio do primo ministro, Luiz Hernique Mandetta, à reeleição. (Foto: Henrique Kawaminami)
Marquinhos Trad falou nesta segunda-feira do apoio do primo ministro, Luiz Hernique Mandetta, à reeleição. (Foto: Henrique Kawaminami)

Faz sentido- “Não é apenas um laço familiar. É uma escolha coerente daqueles nomes que estão representando daquele que o partido achar que está mais bem preparado”. Assim o prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) manifestou-se nesta segunda-feira sobre o fato de o presidente do DEM no Estado, o vice-governador Murilho Zauith, ter atribuindo caráter “familiar” à declaração de apoio à reeleição do prefeito pelo ministro Luiz Henrique Mandetta. Os dois são primos.

Incoerente - “Não é apenas conveniência”, defendeu Marquinhos durante agenda pública. Na sequência, deu uma alfinetada em Zauith. “E se você for olhar a história dele, ele foi vice do André e agora é vice do Reinaldo, que é o maior opositor do André”, comparou. As afirmações foram feitas durante agenda de lançamento de ação de combate ao mosquito Aedes Aegipty.

Férias - O procurador-geral do Município, Alexandre Ávalo Santana, terá 15 dias de refresco das incontáveis ações judiciais movidas pela e contra a prefeitura de Campo Grande. Ele sai de férias no próximo dia 25 de março e volta ao batente em 8 de abril.

Mesmo custo - Na quinzena, o adjunto, Marcelino Pereira dos Santos, assume a “bronca” à frente da PGM (Procuradoria-Geral do Município). Sem aumento de despesas aos cofres da administração.

Assistência - A prefeitura de Campo Grande publicou oito aditivos e termos de colaboração da Secretaria Municipal de Assistência Social com entidades da área. Ao todo, os convênios somam pelo menos R$ 2 milhões investidos em parcerias com essas organizações.

Vistoria - O Órgão Especial do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) emitiu nova decisão favorável às empresas de vistoria veicular em Mato Grosso do Sul. De forma unânime, a a instância entendeu que os serviços devem ser mantidos, seguindo assim a despacho anterior do presidente do Tribunal, derrubando liminar que impedia a realização das atividades.

Alívio – Advogado das empresas do setor, Leonardo Loubet elogiou a decisão. Disse que o entendimento traz segurança jurídica para as 39 empresas credenciadas.

Dois anos depois - Em 2018 o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) ingressou com ação contra o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), alegando que serviços de vistoria veicular deveriam ser prestados pela entidade e não por empresas privadas. Foi até concedida liminar a favor deste argumento, mas a decisão valeu apenas alguns dias. Foi derrubada. A questão ainda vai passar pelo julgamento final do mérito.

De acordo - O Detran-MS também apoiou a decisão, por entender que as empresas especializadas em vistoria veicular atendem a demanda que a instituição não conseguir suprir. “Além disso, gera conforto ao usuário que não precisa se deslocar em longas distâncias até uma agência”.

Viu ? O órgão estadual ainda menciona que esta posição do TJMS só reafirma a “seriedade” do Departamento. “As empresas são uma extensão das atividades do Detran, autorizadas, atuando dentro da legalidade", diz a manifestação.