A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


04/12/2010 07:00

Orçamento de Câmara aumentou 270% em 8 anos

Jogo Aberto

Fonte de dinheiro

Para bom entendedor, os números falam por si. A proposta do vereador Elias Ishy (PT) de reduzir o duodécimo da Câmara Municipal de Dourados em R$ 2 milhões não parece, mas é modesta. O Orçamento da Casa era de R$ R$ 4,8 milhões, em 2003, e foi aumentando gradativamente até chegar aos R$ 13 milhões previstos para 2011 – um aumento de 270% em 8 anos.

Mágica

O maior salto no valor do duodécimo da Câmara aconteceu justamente após o primeiro ano de mandato do então prefeito Ari Artuzi, passando de R$ 9.297.309,99 em 2008 para R$ 12.922.112,02. Vale lembrar que a Operação Uragano revelou um esquema de pagamento de propinas em Dourados.

Abrindo a porteira

Para o advogado Benedicto Arthur de Figueiredo Neto, que impetrou o pedido de liberdade que beneficiou nove presos na Uragano, as decisões da Justiça de soltar os acusados levaram em conta mais o final da fase de instrução, com testemunhas de acusação já ouvidas, do que a renúncia do então prefeito Ari Artuzi.

Explicação

No entanto, o entendimento de outros juristas e as palavras usadas na decisão da Justiça evidenciam que o fato determinante foi mesmo a renúncia de Artuzi, descrito como “o principal personagem da operação”.

Holofote

E com a eleição extemporânea chegando, já tem gente querendo levar o crédito pela renúncia de Ari Artuzi. O presidente da Comissão Processante que apurou denúncias contra o ex-vice-prefeito Carlinhos Cantor, Walter Hora (PPS), afirmou que a comissão foi a responsável por provocar o pedido de renúncia dos envolvidos.

Desconhecido

A candidatura do presidente do diretório do PV de Dourados, Rubens Pelicano, a prefeito, na eleição extemporânea, não é unanimidade dentro do partido. Filiado há 15 anos ao PV, o advogado Eduardo Juliace, por exemplo, diz que Rubens é um ilustre desconhecido.

Nem tanto

Ele defende outro nome desconhecido até meados deste ano, o de Tatiana Ujacow, candidata a vice na chapa derrotada do ex-governador Zeca do PT. O PV está sofrendo com a falta de nomes fortes na cidade e ainda poderá abrir mão da candidatura própria.

Apagado

O deputado federal Antonio Cruz (PP), que antes das eleições já tinha uma atuação apagada no cenário político, agora poderá ter problema para se manter na mídia. Ele não foi reeleito e ainda tem a presidência do partido reivindicada pelo deputado estadual eleito, vereador Alcides Bernal.

Diversidade

Em sua cruzada em favor do casamento gay, o Padre Carlos Eduardo Calvani, da Igreja Anglicana, fez na quinta-feira uma reunião na sede do Cedampo (Centro de Documentação e Apoio aos Movimentos Populares) com a diretoria da Associação das Travestis de MS. A igreja está instalada há sete meses em Campo Grande com a chamada “Capela da Inclusão”.

Oração e troca de telefone

A reunião terminou com oração, cumprimentos fraternos e troca de telefones e endereços. A intenção é fazer intercâmbio entre igreja e Associação das Travestis principalmente em campanhas, como a de prevenção a Aids.

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions