A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/10/2019 06:00

Outros corpos ainda podem sair do armário da Omertà

Marta Ferreira e Tainá Jara
Imagem do dia da reprodução simulada da morte de Paulo Magalhães, Imagem do dia da reprodução simulada da morte de Paulo Magalhães,

Crimes no armário - É possível, mas é difícil. Essa é a análise de autoridades que estão lidando com as investigações da Operação Omertà sobre a reabertura de casos de execuções mais antigos, cujos mandantes não foram responsabilizados. Nessa conta, só para citar um episódio rumoroso, está a morte do delegado Paulo Magalhães.

Sob análise - Duas fontes ouvidas pela coluna, sob condição de preservação do nome, disseram que a reabertura de casos é avaliada, mas com 'reserva'. O motivo seria a necessidade de elementos bastante fortes.

Condenado - Com pena a cumprir pelo crime, o ex-guarda civil municipal José Moreira Freires, o Zezinho, é considerado um dos pistoleiros da organização criminosa alvo da Omertà. À época da execução, em 2013, ele se apresentou espontaneamente. Desde abril do ano passado, virou fumaça.

Hóspede ilustre - A chegada de Jamil Name provocou surpresa entre detentos no Presídio Federal de Campo Grande. Como o contato ali é restrito, alguns só foram informados da presença do empresário octagenário durante a visita do advogado, que por sua vez é monitorada e gravada.

Isolados - Jamil Name, o filho Jamilzinho, e os policiais Vladenilson Olmedo e Márcio Cavalcanti foram para a unidade federal no dia 12 de maio. Todos estão no RDD - Regime Diferenciado de Disciplina, com as regras mais severas do sistema penitenciário brasileiro.

Insônia - Para produzir mais de 8 mil páginas de informações que embasam as revelações da Operação Omertà, integrantes da força-tarefa estão, como é de se esperar, trabalhando dobrado. E há quem tenha começado a fazer uso de remédio tarja preta, tamanho o volume e intensidade do trabalho.

Molho - Depois de desmaiar durante júri do serial killer Nando, que acabou sendo suspenso, o promotor Douglas Oldegardo foi 'forçado' pelos médicos a parar. A previsão de retorno é só para novembro.

Miss merenda - O sábado foi intenso para as merendeiras das escolas municipais de Campo Grande. Festa organizada pela prefeitura teve sorteios, jantar, revelação da vencedora do concurso de melhor receita e até a escolha da Miss Merendeira. Cerca de 500 pessoas estiveram no evento realizado na Associação Nipo Brasileira, inclusive, o prefeito Marquinhos Trad.

Troféus - O "Arroz Colorido Suíno", da Patrícia Paes Cesar, cozinheira na Reme há seis anos, venceu como melhor receita. Ela trabalha na Escola de Tempo Integral Iracema Maria Vicente. Já o título de Miss Merendeira ficou com Nilzabete Moreira, da EMEI Maria Cristina Ocáriz de Barros.

Contrariado – O prefeito Marquinhos Trad ficou contrariado com a derrubada do veto pelos vereadores do um dos artigos do Proinc (Programa de Inclusão Profissional), que proibia a divulgação dos nomes dos participantes. “Muitas pessoas se sentem constrangidas de estarem no Proinc. Elas recebem um salário mínimo e todos os nomes são divulgados”, justificou. Segundo ele, há casos até de gente com curso superior que, por não achar emprego, precisou ser incluído no programa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions