A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


18/12/2010 07:00

Compreensivo

Jogo Aberto

Antes de deixar a Assembleia Legislativa para assumir o cargo de conselheira do TCE (Tribunal de Contas do Estado), Celina Jallad deu um jeitinho de “encaixar” alguns servidores do gabinete no quadro de funcionários da Casa de Leis, como no setor de recursos humanos.

A Justiça Eleitoral de Anaurilândia irá incinerar uma série de documentos considerados ultrapassados. A queima será no dia 1º de fevereiro de 2011, às 15h, em uma panificadora chamada “Super Pão”. Entre os documentos estão ata de mesa receptora das eleições e boletins de urna de 2006 e até títulos não retirados pelos eleitores nos últimos 3 anos.

Na cidade menos populosa de MS, Figueirão (com 2.927 habitantes, segundo o censo 2010), a disputa pela Mesa Diretora da Câmara foi tão acirrada que terá que ser decidida na Justiça.

Duas chapas foram formadas. A “União e Trabalho”, do vereador Ivan Moreira Lima (PR), venceu por um voto de diferença. Mas a “Trabalho e Fé”, de Edgar José de Lima (PMDB), impetrou mandado de segurança na sexta-feira, pedindo a impugnação da eleição sob a alegação de que a chapa vencedora tem um integrante que participou da diretoria anterior, o que o regimento interno não permite.

Enquanto os professores reclamam do reajuste de (apenas) 6% e ameaçam greve, o governo do Estado divulgou a informação de que a Rede Estadual de Ensino de MS “atingiu a segunda melhor colocação no ranking nacional de salários iniciais, para professores da educação básica”. O professor nível 2, com licenciatura, em início de carreira, passará a ter remuneração de R$ 2.784,43 para a jornada de 40 horas semanais.

As prefeituras enfrentarão sérios problemas se os repasses do Fundo Nacional de Saúde, totalizando R$ 1,2 bi, não entrarem logo nos cofres. Também estão pendentes recursos para procedimentos de média e alta complexidade hospitalar, o que ampliará o caos na saúde.

O juiz federal Vladimir Souza Carvalho abriu um precedente para quem não consegue passar no exame da OAB, tanto em MS quanto nos outros estados. Ele concedeu liminar a dois bacharéis do Ceará, que foram inscritos na Ordem sem passar no exame da Ordem.

Murilo Zauith (DEM) foi acusado por aliados de não buscar apoio com a rapidez que deveria para o Senado. Em contrapartida, está correndo o trecho com muita agilidade para a prefeitura: os últimos partidos garantidos foram PTB, PSDB e PPS.

Prefeitos, senadores e deputados começam a percorrer com mais assiduidade os ministérios em Brasília, em busca de recursos no apagar das luzes. O senador Delcídio do Amaral (PT) classificou o movimento de "raspa tacho".

O deputado Paulo Duarte (PT) se mostrou compreensivo em seu Twitter com a saraivada de críticas recebidas por causa do reajuste salariam que o Parlamento recebeu e a ampliação dos cargos nos gabinetes. "Entendo a indignação e a crítica sobre os salários, no entanto é importante que as pessoas acompanhem e cobrem trabalho daqueles que ajudaram a eleger", justificou.

Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...
"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...



Realmente nosso país, virou um campo minado, o país está contaminado pelo vírus da roubalheira política. Sinto vergonha de olhar para um político. Sinto medo. Sinto nojo.
E o pior é que ficamos impotentes frente a esta cambada de ladrões e bandidos.





Assinado: alguém que já não cre em mais nada
 
joão Kelson de lima em 22/12/2010 10:58:14
É uma HUMILHAÇÃO e, um grande circo, nós comentarmos que é uma pouca-vergonha nossos politicos aumentarem seus salários, mesmo só fazendo essas roubalheiras que todos os dias está na midia. O que mais me assusta é que "todos" já estão ou provavelmente estarão soltos até o Natal e nada vai acontecer è eles, pois se abrirem a boca, acho que o exército terá que tomar conta de nosso Estado ou de Nosso Brasil, pois é revoltante. Os que deveriam cuidar comonossos representantes, estão somente cuidando de seus bolsos e de suas familias, pois todos eles e seus familaires tem despesas médicas pagas com o nosso dinheiro, nenhum deles tem seus filhos estudando em escolas públicas, somente em Univesidades Federais, pois os filhos deles tiveram os meslhores estudos de 2º grau particular ( pago com meu dinheiro ). Por isso aqui nesse país temos que dizer que é uma vergonha sermos honestos e termos caratr, pois quem não tem são taxados de "espertos".

Ass.: Trouxa.
 
kamél El Kadri em 18/12/2010 05:47:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions