A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


09/02/2019 07:00

Serial killer Nando e o caso Neide Mota

Guilherme Henri e Leonardo Rocha

História - Durante julgamento do assassino em série conhecido como Nando, o promotor Douglas Oldergado lembrou do processo contra a clínica de aborto de Neide Mota. A médica não foi a julgamento porque cometeu suicído, mas a equipe dela sim. “Foi o maior processo que eu já vi na vida”, comentou.

Semelhanças - Para o promotor, a semelhança dos casos está no fato de que “ninguém consegue de cabeça lembrar todas as vítimas de Nando ou seus coautores, assim como não conseguíamos lembrar os envolvidos nos abortos"

Gafe literária – Ao fazer uma dura crítica social sobre o descaso com as vítimas do serial killer Nando, o defensor público Rodrigo Stochiero cometeu uma pequena gafe literária. Ele disse que todas as vítimas estavam com a capa de invisibilidade de Harry Potter, por isso não foram vistas pela Segurança Pública por dois anos. No entanto, afirmou que o personagem da série de J.K Rowling havia ganho a capa em um dos livros finais da série, quanto na verdade isso ocorreu no primeiro.

Ironia - No Parque dos Poderes, sempre que chove, um dos locais com maior problema de alagamentos é, ironicamente, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). Ontem, novamente o estacionamento ficou alagado.

- Durante a posse de Pedro Chaves, o senador Nelsinho Trad (PSD) lembrou que trabalhou duas vezes com ele. A primeira como professor da Uniderp e a segunda quando Chaves presidiu a Santa Casa. "O que seria de MS não fosse a participação do Pedro e da sua família na educação?", comentou.

Indefinido - Nelsinho também adiantou que vai se reunir com o irmão Fábio Trad (PSD), deputado federal, para tratar sobre o comando do partido em Mato Grosso do Sul. "Nada decidido ainda, vamos conversar para saber o rumo a partir de agora".

Parceirão - O governador Reinaldo Azambuja fechou mesmo com a administração Bolsonaro. Voltou a dizer que o Brasil precisa de reformas e que os estados precisam apoiar os projetos em Brasília. "Quando o Paulo Guedes apresentar estaremos lá para apoiar".

Patente - E a amizade com o PSL rende até elogiou entusiasmados. O  presidente do Imasul, Ricardo Eboni, brincou com o deputado Renan Contar (PSL) durante evento publico. "Agora se trata de major Contar, foi promovido depois da grande votação que teve", elogiou.

Estreante - Na onda conservadora que domina o País, o deputado federal Luís Ovando (PSL) sugeriu que a secretaria de Educação passe a ensinar o hino de MS nas escolas. "A gente aprende de pequeno, um povo sem tradição, morre a cada geração".

Presidente - O produtor rural Alessandro Oliva Coelho é o novo presidente do Sindicato Rural de Campo Grande. Aos 48 anos, ele foi eleito ontem (7), depois de 6 anos na diretoria do Sindicato.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions