ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 33º

Jogo Aberto

Vereadores voltam com "pauta leve" na próxima terça-feira

Por Nyelder Rodrigues e Gabriela Couto | 30/07/2021 06:00
Recesso de 15 dias no meio do ano se encerra na próxima semana em Campo Grande (Foto: Divulgação/PMCG)
Recesso de 15 dias no meio do ano se encerra na próxima semana em Campo Grande (Foto: Divulgação/PMCG)

De leve - O recesso da Câmara Municipal acaba na semana que vem e na terça-feira (3), os vereadores de Campo Grande retornam ao plenário para as discussões sobre legislação. Por ora, apesar de haver pautas como mudanças na previdência local em tramitação, o caminho escolhido para reiniciar o trabalho é mais leve.

Dias especiais - Serão três análises, segundo a própria Casa divulgou: uma para instituir a Semana Municipal da Agricultura Familiar, outra para criar o Dia Municipal em Homenagem e Gratidão aos Profissionais da Saúde e, por fim, uma proposta de instauração do Dia Municipal do Tradutor/Intérprete da Língua Brasileira de Sinais.

Participação especial - Já no primeiro dia de sessões, a Câmara também vai contar com a presença da promotora da 50ª Promotoria de Justiça de Campo Grande, Jiskia Sandri Trentin, que vai à tribuna falar sobre o projeto autoriza a criação de um Fundo Municipal para Políticas Penais na capital sul-mato-grossense.

Imunizado - Se Raul Seixas em uma de suas canções perdeu o medo da chuva, o vereador Tiago Vargas (PSD) perdeu o medo da agulha. Ideologicamente alinhado com figuras polêmicas, o vereador mais votado em 2020 deixou a política de lado e postou vídeos emocionado por ter conseguido se vacinar contra a covid-19.

Esperou a vez - O parlamentar tem 32 anos e só pode se imunizar ontem (29), quando foi aberto a vacinação para sua faixa etária em Campo Grande. Sua mãe morreu em decorrência da covid aos 51 anos, em abril desse ano.

Amigo do livro - Perto do retorno para o plenário, outro vereador de primeira viagem, Ronilço Guerreiro (Pode), fez postagem elogiando a reabertura do reformado Horto Florestal. Contudo, ele também cobrou atenção e reforma da Biblioteca Municipal, que fica dentro da área do Horto, localizado no bairro Amambaí.

Queijo da discórdia - Todo final de semana, durante o tempo em que esteve preso, André Puccinelli recebia um "queijinho" da família. A história foi lembrada por ele mesmo durante entrevista à rádio CBN, de Campo Grade. O item foi um dos fatores que quase causou rebelião após ter sido cortado pelos agentes penitenciários.

Suíte 17 - No presídio, localizado no Jardim Noroeste, em Campo Grande, o ex-governador André Puccinelli revelou que chamava sua cela de "suíte 17". Para passar o tempo ocioso, ele fazia atendimento médico e lia livros.

Bio - A experiência na cadeia deve fazer parte de um livro que o ex-governador pretende escrever. Nas páginas, terão histórias dos atendimentos que era chamado para fazer. Por dia, chegava a fazer até oito consultas gratuitas, incluindo na ala do "corró", como é conhecida internamente o local dividido por mais de 300 presos.

Luta na bola - Foi velado ontem, o treinador do sub-17 do Operário, Marcelo Silva, também conhecido por gerir a quadra Santo Gol. Recentemente, o clube também perdeu dois conselheiros - Raul Rodrigues e Anésio Moraes - para a doença. Já o rival Comercial perdeu em setembro de 2020 o presidente, Valter Mangini, também para a covid.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário