ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 25º

Artes

Cassems inicia vacinação contra a gripe para beneficiários em 23 de abril

Imunização será aplicada em unidades de 11 municípios para quem participou da campanha de agendamento no fim de 2017

Por Humberto Marques | 13/04/2018 18:07
Vacinação na Cassems estará disponível para beneficiários que fizeram o agendamento. (Foto: Cassems/Divulgação)
Vacinação na Cassems estará disponível para beneficiários que fizeram o agendamento. (Foto: Cassems/Divulgação)

A Cassems (Caixa de Assistência aos Servidores de Mato Grosso do Sul) inicia em 23 de abril a aplicação de doses de vacinas contra a gripe em beneficiários que já participaram da campanha de agendamento –realizada entre 13 de novembro e 15 de dezembro do ano passado. A aplicação das doses vai até o dia 30 em unidades da instituição em Campo Grande e nas cidades de Aquidauana, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas, sempre seguindo um cronograma de imunização para cada cidade.

Trata-se da sexta campanha de vacinação antigripe que a Cassems promove, visando a reduzir complicações e internações decorrentes das infecções causadas pelo vírus influenza. A vacina protege contra os diversos subtipos do vírus H1N1 –que sofrem constantes mutações, o que leva à mudança da composição do medicamento e à necessidade da imunização anual.

A vacina estará disponível na Cassems para crianças a partir dos três anos de idade. Na Capital, as aplicações acontecem no Centro de Prevenção em Saúde entre os dias 23 e 27. Em Corumbá e Jardim, nas unidades regionais da instituição –nos dias 28 e 29 na primeira e no dia 27 na sede jardinense.

Nos demais municípios ela será oferecida nos hospitais da Cassems. Em Aquidauana, ela será oferecida no dia 25; no dia 26 em Coxim; de 25 a 27 e no dia 30 em Dourados; de 27 a 30 de abril em Naviraí; nos dias 27 e 28 em Nova Andradina; de 27 a 30 em Paranaíba; em 26 e 27 de abril em Ponta Porã; e de 27 a 30 em Três Lagoas.

Prevenção – “Os nossos beneficiários são, em maioria, servidores públicos que circulam em ambientes de trabalho com muitas pessoas e são expostos aos vírus da gripe. Com a vacinação, teremos a saúde preservada, sem intercorrências clínicas e, assim, diminuímos a taxa de morbimortalidade”, explica a diretora de Assistência à Saúde da Cassems, Maria Auxiliadora Budib, advertindo que a imunização evita intercorrências clínicas que podem até levar ao óbito do paciente.

A gripe tem entre seus sintomas febre alta e calafrios, dor de garganta, tosse e dor de cabeça, nariz entupido e dores no corpo. O SUS (Sistema Único de Saúde) distribui a vacina apenas para crianças menores de dois anos, gestantes e idosos acima de 60 anos, considerados grupos de risco. Isso deixa uma grande parcela da população vulnerável ao vírus e suas consequências no inverno.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário