A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

16/07/2019 18:27

Amigos nem digeriram morte de Larissa e já lidam com fake news

Site fez matéria associando a publicitária morta no domingo com a mulher que empurrou padre de palco durante missa em SP.

Marta Ferreira
À direita, a foto original de Larissa e à esquerda, o print da matéria associando a publicitária morta no fim de semana ao ataque ao padre Marcelo Rossi. (Montagem: reprodução internet)À direita, a foto original de Larissa e à esquerda, o print da matéria associando a publicitária morta no fim de semana ao ataque ao padre Marcelo Rossi. (Montagem: reprodução internet)

“Credo” foi a palavra mais ouvida pela reportagem do Campo Grande News ao conversar com amigos da publicitária Larissa Martinelli, falecida no fim de semana passado, vítima de mal súbito em uma tabacaria de Campo Grande, aos 31 anos. A reação veio quando informados, ou indagados, sobre mensagens divulgadas na internet e nas redes sociais, apontando Larissa como a mulher responsável pelo ataque sofrido no domingo pelo padre Marcelo Rossi, durante missa em Cachoeira Paulista (SP).

Uma das mensagens, que mais provocou indignação está em um site com conteúdo variado, chamado Sentimentos da Alma. Com o título “Quem é a mulher que empurrou o padre Marcelo Rossi”, o texto traz foto usada pela publicitária morta em sua rede social. “É daqueles momentos em que a gente perde a fé na humanidade. Ninguém mais se dá o trabalho de averiguar as informações e saem postando as coisas sem saber se tem fundamento ou não”, define a jornalista Elaine Valdez, 41 anos, amiga de Larissa.

“É um dos perigos da informação imediata. Temos que aprender a conviver com as 'facilidades' da tecnologia”, complementa. Elaine, depois de ser informada da mentira criada com a foto da amiga após sua morte, compartilhou texto em seu Facebook alertando da fake news.

O sentimento de revolta foi ampliado pela constatação de que a foto usada pela moça na rede social ter sido adulterada, com uma inscrição indicando preferência política. “A foto original não tem nada disso”, citam.

O erro da associação com a mulher que empurrou o padre é grotesco, apontam os amigos, citando o fato de a jovem ter morrido na madrugada de sábado para domingo e o episódio envolvendo o padre ter ocorrido no domingo à noitinha. “Ela mal se foi, mal estamos digerindo isso tudo, precisamos lidar com esses tipos de situações que vem de pessoas vazias e que não veem as coisas antes de postar. É uma situação que machuca, que agride e que desrespeita. Só me faz ter nojo de toda essa situação”, escreveu Elaine na postagem.

“Eu não to acreditando que a maldade do ser humano chegou a esse ponto”, comentou outro amigo. Outros dois foram sucintos na indignação: “Credo”. E um outro ouvido pela reportagem, que pediu para não ser identificado, se declarou surpreso a ponto de não conseguir nem se manifestar. “É muita maldade isso”.

“Essa moça é de Campo Grande, faleceu um dia antes do acontecido e, obviamente, não tem nada a ver com essa história”, tentou corrigir mais uma pessoa.

Poço sem fundo - O receio de quem conhecia Larissa é de que, como costuma ocorrer na “terra de ninguém” dos meios virtuais, a mentira seja tão compartilhada que passe a valer como verdade, manchado a memória de uma mulher querida entre os amigos, conhecida por ser alegre e carinhosa.

Os pais de Larissa, já bem idosos, não sabem ainda da situação. Os amigos torcem para conseguir desfazer o mal entendido antes disso. Em respeito aos dois, bastante abalados pela tristeza de perder a filha, a reportagem não os procurou.

A verdadeira - A mulher que empurrou o Padre Marcelo durante uma missa em Cachoeira Paulista tem 32 anos. Ela é moradora do Rio de Janeiro e foi para o evento em meio a uma caravana da cidade. Em depoimento à polícia nesta segunda-feira, ela disse sofrer de transtorno bipolar. O padre não se machucou e voltou para concluir a celebração religiosa.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

Cena do ataque ao padre, ocorrido no domingo à noite, quando Larissa já havia falecido. (Foto: Reprodução Youtube).Cena do ataque ao padre, ocorrido no domingo à noite, quando Larissa já havia falecido. (Foto: Reprodução Youtube).
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.