ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 29º

Comportamento

Beijo em 12 de junho é sorte de casal que separou e reencontrou o amor

História de Malu e José chegou através do Mapa Interativo, para inspirar casais neste dia 12 de junho.

Por Thailla Torres | 12/06/2021 08:51
José e Malu no casamento em 1985. (Foto: Arquivo Pessoal)
José e Malu no casamento em 1985. (Foto: Arquivo Pessoal)

A história de Malu e José Rodrigues poderia ser roteiro de comédia romântica. Os dois protagonizaram um recomeço que, para alguns, parece improvável quando um dos maiores perrengues da vida a dois bate à porta, a separação.

Dos 34 anos de história juntos, quatro deles foram distantes. Quando todo mundo achava que esse era o fim de uma história de amor, os dois voltaram a namorar e hoje celebram mais um Dia dos Namorados juntos.

A história deles chegou através do Mapa Interativo do Lado B que traz outras 25 histórias a partir do 1° beijo e foi publicado neste sábado.

E talvez o primeiro beijo e o mês de junho tenham sido a maior sorte desse casal. Os dois se beijaram pela primeira vez em 12 de junho de 1984, Dia dos Namorados, na porta da casa dos pais dela.

“Ele logo me pediu em casamento no dia 14 de agosto de 1984, fiquei noiva em novembro e ele foi embora para Rio Branco, no Acre, para arrumar nossa ida para lá”, lembra Malu Barros, aos 57 anos.

Em 2021, Malu e José celebram 34 anos de união. 
Em 2021, Malu e José celebram 34 anos de união.

Meses depois José voltou e casou com Malu em março de 1985. “Tudo se resolveu em 9 meses e fomos muito felizes”. Mas as dificuldades numa relação levaram os dois ao extremo. Juntos decidiram se separar em junho de 2005, quatro anos depois, também no mês de junho, os dois voltaram a namorar e reencontraram o amor.

“Esse tempo foi necessário para releitura da nossa relação e entendimento da importância de um para o outro. Entender nesse período que o amor transcende o indivíduo foi muito importante”, descreve Malu

O tempo, segundo ela, fez com que os dois reencontrassem os pilares para uma boa relação. “Hoje temos a percepção de que o junto é muito maior do que o individual. O junto é referência, é segurança, é força, é felicidade, é parceria. Vivemos um verdadeiro amor maduro”, declara José Rodrigues de Souza, de 61 anos.

Ao reencontrar o amor, o mês de junho não só se tornou especial pelo primeiro beijo e recomeço, mas por tudo conquistado até aqui. “Hoje somos um casal com uma família linda, composta por um casal de filhos, uma neta linda e outra neta chegando que já é muito amada”, encerra a funcionária pública.

Veja essa e outras histórias de amor para o Dia dos Namorados clicando aqui.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário