A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Maio de 2019

19/03/2019 08:01

Unicórnio é saveiro rosa-camaleão que “posa” para foto igual ponto turístico

Ray gastou mais de R$ 20 mil entre envelopamento e acessórios para que carro fosse único

Guilherme Henri
Ray gastou mais de R$ 20 mil para tornar Saveiro unica (Foto: Acervo Pessoal)Ray gastou mais de R$ 20 mil para tornar Saveiro unica (Foto: Acervo Pessoal)

Desde criança, Rayana Alexandre de Oliveira, de 25 anos, tinha o sonho de ter um veículo Saveiro. Um sonho até então bem diferente das meninas que conhecia. Quando cresceu, a moça gastou cerca de R$ 20 mil com o envelopamento rosa-camaleão nada discreto, além de muitos assessórios do então primeiro carro, para que ninguém esquecesse que atrás daquele volante quem está é uma mulher.

Ray, como é conhecida, conta que conseguiu realizar o sonho de comprar o Saveiro há três anos. Na época, a moça diz que pagou cerca de R$ 35 mil pelo carro 2009. Para isso, ela que trabalha como supervisora de vendas, literalmente, quebrou o “cofrinho” e depois financiou o resto.

O carro dos sonhos tinha cor convencional, o branco. Ray, o rebaixou, trocou as rodas e colocou um som “da hora”, até então tudo muito mais do mesmo para quem curte este estilo de veículo.

Alem da cor rosa-camaleão, Ray não poupou acessórios rosas  (Foto: Acervo Pessoal)Alem da cor rosa-camaleão, Ray não poupou acessórios rosas (Foto: Acervo Pessoal)

“Meu sonho era que meu carro fosse diferente de tudo já visto e com esse objetivo comecei a pesquisar muito o que poderia ser feito. Conversei com muita gente do ramo, mas foi na internet que me deparei com o eu queria”, diz a jovem.

Ela se referia a modelos de carros americanos que encontrou na internet envelopados com cores camaleões, que mudam de cor conforme anglo ou mesmo com a posição do sol.

“Me encontrei. Mas, não foi nada fácil e muito menos barato trazer o material para cá. Enfrentei desde a dificuldade em conversar com o fornecedor dos Estados Unidos devido ao idioma, quanto na hora da entrega já que por um tramite burocrático o papel foi enviado para a China até chegar em Campo Grande”, diz.

Ray fez o pedido no meio de outubro e o material só chegou na Capital em novembro. O papel de 15 metros custou a ela entre custo real e transporte cerca de R$ 7 mil. Depois disso, era hora de encontrar as mãos certas que aproveitariam cada centímetro do material importado.

Do volante aos penduricalhos foram pensados para compor o estilo do veiculo (Foto: Acervo Pessoal)Do volante aos penduricalhos foram pensados para compor o estilo do veiculo (Foto: Acervo Pessoal)

“Depois de mais pesquisas, consegui encontrar quem fizesse. Foram dois dias e quando vi o carro me senti realizada”, descreve.

Mas, a “maquina” ainda não estava do jeito que Ray queria e a moça deu um jeito de encontrar todos os acessórios possíveis e imagináveis na cor rosa para dar o toque final. “Tenho penduricalho, lixeirinha, chaveiro, adesivo e as luzes de led dentro e fora. Tudo rosa, minha cor preferia, como já perceberam”, disse a mulher sem poupar gargalhadas.

Carro finalmente pronto, é hora do rolê. E quem pensa que ela ficou com vergonha de dirigir o carro pela atenção extra se engana. Ray faz questão de ir do trabalho aos supermercados com o carro, carinhosamente batizado de “Unicórnio” devido as cores.

A Saveiro chama tanta atenção que não tem uma pessoa que não perde pelo menos 1 minuto do seu tempo avaliando o que foi feito ali. Além disso, Ray conta que o assédio dos então fãs é gigantesco. Onde ela estaciona alguém pede para tirar foto. “Parece até aqueles pontos turísticos que turistas passam e tiram foto”, disse.

Orgulhosa, Ray diz que vai a todos os cantos com seu Unicórnio (Foto: Acervo Pessoal)Orgulhosa, Ray diz que vai a todos os cantos com seu "Unicórnio" (Foto: Acervo Pessoal)

O alvoroço, segundo ela, é tamanho que até debaixo de chuva tem gente querendo tirar foto com o carro. “Já participei de muito evento e o pessoal adora mesmo bater uma foto”, afirma. No entanto, o envelopamento diferenciado não serve para chamar atenção. A moça conta que o material ajuda a conservar o carro, protegendo do sol e de quebra ainda facilita na hora de lavar, já que énecessário apenas passar um pano para retirar a poeira. 

Orgulhosa do que criou, Ray jura que virou figurinha carimbada nos rolês de Campo Grande devido ao carro e quando não quer atenção extra, sai sem seu “Unicórnio”. “Recebo diariamente uma enxurrada de mensagens de pessoas que curtiram o carro e também de meninas que se inspiraram com a minha história. O que digo é que trabalhei e ainda trabalho muito para conseguir realizar meus sonhos, não importando o que for”, finaliza.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Material veio dos Estados Unidos (Foto: Acervo Pessoal)Material veio dos Estados Unidos (Foto: Acervo Pessoal)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.