ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 23º

Consumo

Mãe e filha criam mundo encatando dos duendes que "realizam desejos"

Loja especializada em venda de duendes começou on-line, cresceu, e agora abriu espaço próprio em Campo Grande

Por Lucas Mamédio | 27/06/2021 07:02
Joyce e Rosangela., mãe e filha, segurando um duende cada uma (Foto: Paulo Francis)
Joyce e Rosangela., mãe e filha, segurando um duende cada uma (Foto: Paulo Francis)

Bem no Centro de Campo Grande, na Rua 13 de Maio, você pode encontrar um portal para um universo sagrado. É nessa rua que moram os duendes, seres mágicos encantados que carregam apenas energias boas por meio de seu temperamento juvenil.

Parece meio loucura o que estamos falando, mas não é não, pelo menos para Rosangela Ferra Kobaiassi, de 54 anos e Joyce Ferra Kobaiassi, 34 anos.

Mãe e filha, as duas montaram uma loja especializada na vender bonecos de duendes, pelo menos é a ideia qe temos antes de conversar com Rosangela. A loja nasceu há mais tempo, mas existia apenas em ambiente virtual.

"Os duendes vieram pra mim há mais ou menos um ano e meio atrás. ", diz Rosangela (Foto: Paulo FRancis)
"Os duendes vieram pra mim há mais ou menos um ano e meio atrás. ", diz Rosangela (Foto: Paulo FRancis)
Prateleiras cheias de duendes e recados (Foto: Paulo Francis)
Prateleiras cheias de duendes e recados (Foto: Paulo Francis)

"Os duendes vieram pra mim há mais ou menos um ano e meio atrás. Fui autoditada. Eu sinto que acessei em mim alguma personalidade que fui em outra existência passada para começar a fazer os duendes", conta Rosangela que é bacharel em direito, mas atuava como terapeuta holística.

As primeiras peças criadas não foram vendidas, só depois essa decisão foi tomada. "E começamos a vender apenas on-line. Fazia sem técnica, mas depois fiz três cursos pra me especializar e me aperfeiçoar".

Os pedidos aumentaram e Rosangela contou com a ajuda da sobrinha, Renata Ferra Gonzalez, que completa a sociedade. "Eu não sabia como ia dar conta de fazer tantos duendes, daí minha sobrinha ajudou na divulgação e aí estourou".

"o que te chamar mais atenção, foi ele que te escolheu e não o contrário",explica Rosangela (Foto: Paulo Francis)
"o que te chamar mais atenção, foi ele que te escolheu e não o contrário",explica Rosangela (Foto: Paulo Francis)

A bacharel em direito e hoje empresária conta que nunca se imaginou ganhar a vida fazendo duendes. É aí que começa a revelar o lado mágico do universo dos duendes."Eles são seres mágicos, eles conversam comigo, pegam no meu corpo".

Na loja, que para ela funciona mais como um espaço sagrado, você entende por que do interesse tão grande pelas figurinhas carismáticas. "As pessoas podem fazer combinados com eles: se eu ganhar tal coisa, darei uma maça, ou grãos,cerveja preta, leite, mel, que eles adoram.

Essa seria uma forma de realiza desejos, fazendo os combinados com os duendes. "Se eles aceitarem a maça, por exemplo, ela seca. Se não aceitarem, porque vai te fazer mal, ela apodrece e você tem que jogar fora".

Rosangela também explica que não somos nós que escolhemos os duendes. "São centenas aqui na loja, o que te chamar mais atenção, foi ele que te escolheu e não o contrário".

No começo Rosangela conta que fazia sem muita técnica, só depois melhorou (Foto: Paulo Francis)
No começo Rosangela conta que fazia sem muita técnica, só depois melhorou (Foto: Paulo Francis)
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Os pedidos são feitos em casa. "Aí quando chega em casa, você apresenta sua casa pra ele. Daí você explica o que precisa. Cada um já vem com a alma".

Joyce, a filha, era professora da educação infantil, e com as vendas on-line aumentando, não conseguiu conciliar as duas coisas e resolveu largar a escola para se dedicar integralmente ao negócio.

"São muitos pedidos por dia e agora co a loja física está bem mais corrido".

Conheça mais no Instagram da loja.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário