ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Diversão

Para celebrar aniversário, Nuala transformou festa em pagode LGBT

De família tradicional no samba e pagode, a DJ decidiu comemorar com evento aberto ao público

Por Aletheya Alves | 26/06/2022 07:45
Pagode foi ponto alto na comemoração dos 28 anos de Nuala. (Foto: Kísie Ainoã)
Pagode foi ponto alto na comemoração dos 28 anos de Nuala. (Foto: Kísie Ainoã)

Depois de muito ouvir que seu aniversário já tinha se tornado um evento tradicional entre os amigos, a DJ Nuala Lobo Cambará resolveu comemorar os 28 anos unindo a antiga tradição familiar às novas que vêm sendo adquiridas. Foi assim que o Pagode da Nuala surgiu neste ano, transformando seu aniversário em um pagode LGBT aberto ao público.

Reforçando o amor por festa e muita música, Nula convidou amigos que também são DJs para variar nos ritmos e, claro, o pagode foi o mais esperado neste sábado (25). De família tradicional no samba, ela conta que a ideia de inovar no seu aniversário veio como um conjunto de fatores.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Todas as vezes nos meus aniversários, meus amigos sempre falam muito sobre o evento. Quis juntar as pessoas que eu gosto às pessoas que gostam do mesmo que eu. Campo Grande tem bastante pagode, mas não focado no público LGBT, então quis abrir meu aniversário assim pela primeira vez, conta Nuala.

Sobre sua relação com o pagode, a DJ detalha que cresceu em meio a rodas de samba e, mesmo tentando sair das referências, acabou retornando. “Não tinha como fugir, já tentei, mas o pagode e o samba são o que faz meu coração bater mais forte”, explica.

Evento de comemoração foi aberto para o público neste ano. (Foto: Kísie Ainoã)
Evento de comemoração foi aberto para o público neste ano. (Foto: Kísie Ainoã)

Apoiando o que a filha conta, Luiz Mário Cambará, de 64 anos, estava presente no aniversário com a família e argumentou que o amor pela música existe há gerações. “O pagode e o samba fazem parte da tradição, é raiz, tá no sangue. Nossa família é corumbaense, então há uma tradição que vem desde os meus avós”, Cambará diz.

Família da aniversariante não ficou de fora da celebração. (Foto: Kísie Ainoã)
Família da aniversariante não ficou de fora da celebração. (Foto: Kísie Ainoã)

De acordo com Luiz, a relação é tão profunda que até escola de samba a família já criou em Corumbá e ajudou na manutenção do Carnaval. “Tivemos na década de 1990, a Imperatriz, e até hoje estamos participando. Ver Nuala comemorando e a família reunida é muito bacana. Até porque a gente gosta de cultura, não só de samba”.

Um dos amigos que já consideravam o aniversário de Nuala um evento antes de ser aberto ao público é o publicitário Gabriel de Melo Pedrosa, de 27 anos. Gabriel conta que conheceu a DJ ainda no período escolar e desde aquela época o pagode já era tradição.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Desde que a gente é moleque é isso aqui com família, pagode e amigos, sempre foi assim, pontua Gabriel.

Já integrando o grupo dos novatos, o publicitário e ator Matheus Barreto, de 24 anos, conta que achou a ideia incrível. “Tem bebida boa, gente bonita e, claro, o pagode. Vim preparado para aproveitar e gastar a sola do sapato. Abrir o evento foi algo que ela arriscou e deu super certo”, conta Matheus.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias