A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

27/01/2015 06:56

Em Campo Grande ou Aquidauana, veja o que nossos gamers produzem para o Youtube

Edson Godoy
Gustavo e Felipe, do canal The Game Replay.Gustavo e Felipe, do canal The Game Replay.

No começo de novembro do ano passado mostramos aqui diversos campo-grandenses que se aventuraram no mundo do youtube, site da Google que hospeda vídeos feitos pelos próprios usuários e que cada vez mais cai no gosto das pessoas. Desde então, este colunista conheceu diversos outros youtubers de nossa terra, fazendo valer a pena uma reedição daquela matéria, para apresentar mais gente que produz conteúdo de qualidade na internet, muitas vezes sem ganhar um tostão para isso.

Dois desses caras são os amigos Gustavo Malheiros (20) e Felipe Rezende (21), estudantes do último ano de Publicidade e Propaganda. No final de 2013, eles começaram a amadurecer a ideia de criar um canal no youtube que mostrasse às pessoas os games que valem a pena jogar de novo, em especial aqueles de séries clássicas, como Super Mario: “Quem não gosta de jogar Super Mario World do Super Nintendo de novo? Então a gente relembra o game para as pessoas, contando toda a sua história também”, conta Gustavo.

Foi aí que nasceu o The Game Replay em 2014. Para trazer essas lembranças para a tela do Youtube, Gustavo e Felipe utilizam toda a experiência de anos de jogatina. Ambos jogam desde pequenos. Gustavo conta que começou quando tinha 7 anos de idade no computador e no Super Nintendo de um amigo, “mas só fui ter meu videogame mesmo aos 10 anos, quando ganhei um Playstation”, completa.

Mariana resolveu virar youtuber e criar o canal Mari Entei.Mariana resolveu virar youtuber e criar o canal Mari Entei.

A paixão pelos games também faz parte da vida do analista de TI Caio Graco Pompeu Sabino de Araujo (38). Jogador de videogame desde seus 5 anos, Caio usou a experiência de 33 anos como gamer e sua coleção digital de jogos para criar o canal King´s Lair. A ideia surgiu há alguns anos, quando percebeu que faltava no Youtube um canal dedicado a mostrar os jogos que buscava. Hoje ele tem a pretensão de um dia conseguir gravar todos os jogos, de todas as plataformas.

Os vídeos de Caio são diferentes, neles não há a aparição e nem mesmo a narração dele. “Eu procuro transpor para o Youtube a experiência de quem está na frente do jogo mesmo”, justifica. Além de gameplay dos jogos, Caio também faz vídeos sobre tudo aquilo que tem relação com o mundo dos games, como propagandas e as trilhas sonoras.

Mariana Rosa Jordão, campo-grandense estudante de Artes Visuais, é outra que cultiva a paixão pelos games desde cedo, desde quando ganhou o primeiro videogame: um Super Nintendo. Perguntei se ela se considera uma colecionadora. “Não, sou uma simples estudante, por esse motivo só tenho dinheiro para o essencial, mas costumo roubar jogos do meu namorado para jogar em casa (risos)”.

Mariana resolveu virar youtuber e criar o canal Mari Entei ao ver que poucas mulheres faziam parte desse universo. “Vi que os canais de games eram apenas de homens e as meninas que tinham canais jogavam apenas os jogos da moda, como minecraft. Comecei então com jogos clássicos que eu tinha mais facilidade de jogar”.

Depois, ela passou a fazer vídeo sobre jogos de terror, seu gênero preferido.  “Todo mundo adora ver as pessoas se assustando e se desesperando nesses jogos. Daí resolvi fazer vídeos assim, para rir dos meus próprios sustos junto com quem assiste (risos)”.

Mas nem só de campo-grandenses se faz um Youtube (risos). Um grupo de amigos das cidades de Aquidauana e Anastácio, há cerca de 140 quilômetros de Campo Grande, movidos pela admiração aos youtubers brasileiros mais famosos, como Zangado Games e Guilherme Gamer, resolveu se juntar e criar o canal Playlandia XOP4 para mostrar notícias, gameplays, unboxings e tudo mais relacionado ao mundo dos games e também ao mundo da tecnologia.

O canal reúne os amigos Eduardo Barboza (18), Yasmin dos Santos (18), Bya dos Santos (16), Taynara dos Santos (15) e Lucas Albuquerque (18). Eles contam que o primeiro vídeo foi feito bem no improviso: “foi um fiasco!! Não sabíamos direito como falar e nem como se portar”, nos conta o grupo. “Agora já temos mais ou menos 3 meses de canal e com uma audiência muito boa para um canal pequeno.

Isso é uma coisa legal nos canais do youtube: ver a evolução dos apresentadores e dos conteúdos que apresentam, pois como geralmente são pessoas que não tem prática alguma com gravações de vídeos, a qualidade aumenta muito rapidamente, à medida que os componentes vão adquirindo experiência, tanto na apresentação, quanto em todo o restante que envolve a criação de conteúdo no youtube (edição de vídeos, desenvolvimento de textos, criação de pauta, etc. É um trabalhão!!!).

E como já havíamos dito na matéria anterior, todos eles acabam assistindo muito mais ao youtube do que a televisão. Essa é uma tendência que estamos observando: o youtube virou uma espécie de mega televisão, onde se pode achar canais que falam sobre todo o tipo de assunto, a qualquer hora do dia e com muito conteúdo de qualidade. E sem pagar nada por isso, bastando ter uma conexão com a internet.

Por hoje ficamos por aqui. Deixo vocês com o novo vídeo do meu canal, o Video Game Data Show, onde conto tudo sobre o último videogame lançado pela Atari e também o primeiro console de 64 bit da história: o Atari Jaguar. Saibam mais sobre esse importante pedaço da história dos videogames.

Visite também o meu site, o Video Game Data Base. A coluna de games do Lado B tem o apoio da loja Game Square

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.