A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

05/10/2017 07:53

Amigos constroem fogão à lenha no meio da sala de casa para vender almoço

Thailla Torres
Lá dentro, o aroma da comida servida no fogão à lenha é o que cativa. (Foto: Marcos Ermínio)Lá dentro, o aroma da comida servida no fogão à lenha é o que cativa. (Foto: Marcos Ermínio)

Tem cliente que entra na casa impressionado pelo amarelo vivo da fachada. Mas, lá dentro, é o aroma que cativa. Há seis meses, o restaurante "Casa Amarela", no Monte Líbano, está cheio de clientes graças a comidinha por preço camarada servida no fogão à lenha todos os dias. A ideia foi dos professores de Turismo, Rodrigo e Robson, que resolveram aliar a profissão ao sabor preparado em casa.

Por R$ 16,90 à vontade, o cliente tem o básico como arroz, feijão, variedade de saladas, carne grelhada ou frita e massas. E por esse preço, o cliente ganha suco natural e sobremesa, mas também pode pagar por quilo que custa R$ 29,90. "Nós damos um copo de suco natural com frutas da estação para incentivar o cliente a não consumir o refrigerante. Isso ajuda a começar uma alimentação saudável", explica Rodrigo Hakira Minohara, que coordena a cozinha.

Em épocas de temperaturas mais baixas, o restaurantes ainda insere caldos e ossobuco no cardápio do dia.

 

Rodrigo e Robson, amigos e turismólogos. (Foto: Marcos Ermínio)Rodrigo e Robson, amigos e turismólogos. (Foto: Marcos Ermínio)
O fogão à lenha foi erguido onde ficava a sala da casa. (Foto: Marcos Ermínio)O fogão à lenha foi erguido onde ficava a sala da casa. (Foto: Marcos Ermínio)

O restaurante está sempre cheio, com comida quentinha. "Temos uma nutricionista monitorando a temperatura e os pratos. Mas é basicamente como servir a comida em casa".

O ambiente todo amarelo e o fogão à lenha, decorado com azulejos, remetem aquele almoço na casa da família. Era exatamente o que os professores tinham sonhado. "Quando a gente encontrou essa casa, falamos para a proprietária o quanto era perfeita. Mas ela nem imagina que a gente colocaria um fogão à lenha bem no meio da sala", conta.

Rodrigo e Robson Oliveira são amigos e atuavam como professores do curso de Turismo de uma universidade. O incentivo para o restaurante veio depois de concluir o doutorado em Gastronomia. "Eu sempre gostei e com a pesquisa acabei enxergando melhor esse nicho de mercado. As pessoas comem fora quase todos os dias, mas é preciso comer bem", pontua Rodrigo.

Para quem chega de fora, além da fome, o lugar satisfaz uma saudade. "Depois que eu conheci, lembrei muito da comida que eu ia servir no fogão a lenha, antigamente era só assim", lembra a empresária Alcina Martins, de 56 anos.

O restaurante fica na Rua Robert Spengler, 500, Monte Líbano. O horário de funcionamento é 11h às 14h de segunda a sábado.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 

Todo mundo fica curioso pelo amarelo vivo da Casa Amarela. (Foto: Marcos Ermínio)Todo mundo fica curioso pelo amarelo vivo da "Casa Amarela". (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.