A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

23/10/2017 06:20

Dona de restaurante escreve mensagens em marmita e acaba ganhando amigos

Thailla Torres
Gentileza trouxe a Roselaine amigos e abraços.(Foto: André Bittar)Gentileza trouxe a Roselaine amigos e abraços.(Foto: André Bittar)

Uma gentileza. Quando a dona de um restaurante simples na Avenida América decidiu que escrever à mão, mensagens motivadoras, seria uma estratégia para se aproximar dos clientes, ela ganhou mais do que fidelidade. Bem disposta, Roselaine conta que 9 meses depois de escrever em marmitas ela já ganhou amigos e abraços que mudaram sua vida.

Todo dia ela escreve em pelo menos 50 marmitex. E é uma mensagem diferente a cada refeição encomendada. "Muita coisa eu tiro da minha cabeça e outras vou procurando na internet", explica Roselaine Dias, de 40 anos.

Depois da cozinha, a ideia foi a primeira coisa implantada no restaurante que ela consquistou após 12 anos sonhando com o próprio negócio. No começo, as refeições eram feitas em casa, com bolos. "Imagina como era ter que cuidar de filho pequeno, casa e marido que precisava trabalhar. Não tinha condições de abrir um restaurante, mas era um sonho que nunca iria desistir".

Escrita à mão, a mensagem é uma gentileza para os clientes. (Foto: André Bittar)Escrita à mão, a mensagem é uma gentileza para os clientes. (Foto: André Bittar)

A corrente do bem é uma forma de agradecimento por cada pedacinho do restaurante que já faz parte da família. "Faço primeiramente porque gosto. Acredito que todo mundo precisa lutar pelo seu sonho e uma palavra otimista pode mudar o dia de muita gente", justifica.

Em questão de meses, Roselaine ganhou clientes e amigos. "Eu falo que os clientes do meu restaurante são mimados. Chamo todo mundo pelo nome, sei quem gosta disso e aquilo no marmitex, e com isso tenho um número cada vez maior de clientes que me pedem as mensagens". 

Tem gente que já foi até o estabelecimento para retribuir a gentileza, conta ela. "Teve uma moça que chegou, me abraçou e disse que aquela mensagem fez a diferença no dia dela. Isso me emociona e só faz eu querer continuar o meu trabalho".

Roselaine sempre foi observadora, apesar da mãe nunca ter suportado criança na cozinha.  "Juntei as técnicas com a prática que eu tinha e decidi fazer comida pra fora. Hoje me sinto realizada em um negócio familiar que se tornou minha segunda casa. Meu marido, meus filhos e meus clientes são minhas motivações para levantar todos os dias. Por isso às mensagens são para levar um pouquinho desse sentimento a outras pessoas", completa.

O restaurante de Roseilaine funciona de segunda a sábado na Avenida América, 115, Vila Planalto. 

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

(Foto: André Bittar)(Foto: André Bittar)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.