A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

17/10/2018 09:35

Eisbein e Chucrute são pratos típicos da Oktoberfest, tão famosos quanto o chope

Parece complicado, mas o Lado B foi até a cozinha de um Centro de Tradição Gaúcha aprender a receita de pratos que não podem faltar na comemoração Alemã

Kimberly Teodoro
Eisbein é prato tradicional da Oktoberfest com nome complicado, mas na verdade é joelho de porco assado com acompanhamentos cozidos (Foto: Kimberly Teodoro)Eisbein é prato tradicional da Oktoberfest com nome complicado, mas na verdade é joelho de porco assado com acompanhamentos cozidos (Foto: Kimberly Teodoro)

Tradicional no mundo todo, a Oktoberfest é a atualmente a maior festa alemã comemorada em outubro. Aqui em Campo Grande, a festa ocorre, principalmente, nos Centros de Tradição Gaúcha, com muito chopp, música e dança, mas o que realmente se destaca são as comidas típicas.

Prato favorito da noite, o Eisbein, joelho de porco assado, acompanhado de batata cozida, creme de abóbora, creme de ervilha e o principal: o Chucrute, que nada mais é que repolho em conserva.

Outra pedida é o salsichão de porco e especiarias alemã, que diferente do que estamos acostumados, são servidos cozidos e com cuca ou o pão de fôrma de preferência.

O diferencial do prato é a escolha do acompanhamento (Foto: Kimberly Teodoro)O diferencial do prato é a escolha do acompanhamento (Foto: Kimberly Teodoro)
Diferente do costume brasileiro de assar carne, na tradição alemã o salsichão é cozido (Foto: Kimberly Teodoro).Diferente do costume brasileiro de assar carne, na tradição alemã o salsichão é cozido (Foto: Kimberly Teodoro).

O Lado B foi até a cozinha do CTG Tropeiros da Querência para conhecer a receita de Mirley Terezinha da Silva, que já prepara o prato há 7 anos. “Ao contrário do que muita gente pensa, o joelho de porco é pura carne e dá para aproveitar bastante, o diferencial é o preparo dos acompanhamentos”, afirma.

Antes de começar limpe o joelho de porco, tirando a pele. Em uma panela separada, prepare a salmoura, fervendo por dois minutos 1 litro de água com 3 colheres de sal, 1 colher de sopa de açúcar, 1 colher de sopa de mel ou glucose de milho, 3 cravos, 3 grãos de pimenta, 1 cebola ralada e 1 folha de louro. Espere a salmora esfriar e coloque o joelho de molho, deixando descansar por dois dias na geladeira.

Lave o joelho outra vez e ferva em outra água com cebola, alho e louro, cozinhando até a carne ficar macia. Depois, asse em forno médio até dourar. O tempo depende do tamanho do joelho e do ponto desejado da carne. Também é possível adicionar as batatas durante o cozimento para que elas peguem o tempero.

Chucrute nada mais é que repolho em conserva (Foto: Kimberly Teodoro)Chucrute nada mais é que repolho em conserva (Foto: Kimberly Teodoro)

O acompanhamento é o tradicional chucrute, feito com um repolho lavado e cortado em tirinhas. Coloque o repolho em uma bacia com sal em cima e amasse até soltar a água das folhas, em seguida é só colocar a massa em um recipiente de vidro, com um pouco do líquido do repolho e feche bem, é importante não deixar as folhas em contato com o ar, deixe fermentar por 10 dias.

O chucrute pode ser servido cru como salada, ou refogado com cebolinhas frescas, um pouco de vinho, gengibre e bacon frito na manteiga, para dar mais sabor ao prato.

No açougue, o quilo do joelho de porco custa em média R$ 6,90.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.