A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

13/12/2016 17:53

Em 1h50, choveu 33% do esperado para o mês de dezembro na Capital

Mais vez, ruas e avenidas ficaram alagadas, carros foram arrastados pela enxurrada e houve queda de árvores

Luana Rodrigues
Avenida Cônsul Assaf Trad se transformou em piscinão. (Foto: Marcos Ermínio)Avenida Cônsul Assaf Trad se transformou em "piscinão". (Foto: Marcos Ermínio)
Avenida Cônsul Assaf Trad se transformou em piscinão. (Foto: Marcos Ermínio)Avenida Cônsul Assaf Trad se transformou em "piscinão". (Foto: Marcos Ermínio)

Em menos de duas horas de temporal nesta terça-feira (13), choveu 33% do esperado para o mês inteiro em Campo Grande. Segundo a Defesa Civil, foram 76 milímetros em 1h50 de chuva. A média histórica de chuvas para o mês de dezembro na Capital é de 224,9 milímetros.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as pancadas de chuva devem continuar até esta quarta-feira (14). Na quinta-feira(15), apesar da nebulosidade diminuir no sul do estado, associado a significativo declínio de temperatura; no nordeste e norte do estado ainda haverá temperaturas elevadas e instabilidades a tarde e início da noite.

Estragos - Apesar de rápida, a chuva da tarde causou estragos e transtornos em muitos pontos da cidade. Houve alagamento, queda de árvores e carros arrastados pela enxurrado.

A enxurrada tomou conta da avenida Cônsul Assaf Trad, transformando a via em um piscinão entre o cruzamento da avenida Capital e a frente do terminal Nova Bahia, entrada para a região dos Novos Estados – no norte de Campo Grande. Um motorista teve de abandonar o veículo próximo à plataforma de embarque e desembarque de passageiros.

Na Rua do Livramento, no Monte Castelo, bueiros não aguentaram a força da água e estouraram. O mesmo aconteceu na Rua Caxias do Sul do Sul com a Pelotas, que se transformou em um verdadeiro rio. Com medo de cair nos bueiros abertos, motoristas não estão passando pelos locais.

Trecho da Avenida Ernesto Geisel. (Foto: Christiane Reis)Trecho da Avenida Ernesto Geisel. (Foto: Christiane Reis)

Ponto crítico - Pela segunda vez em menos de uma semana, trechos da Ernesto Geisel com as Avenidas Rachid Neder e Euller de Azevedo ficaram completamente alagadas pela água da chuva.

A enxurrada na avenida invadiu uma borracharia, causando prejuízo de cerca de R$ 1,5 mil. Do lado de dentro do comércio, o nível da água alcançou os 20 centímetros e o local ficou completamente alagado. 

Parte do asfalto da rotatória da RachidNeder foi levado pela chuva. Algumas placas arrancadas ficaram no meio da avenida, outras foram parar nas extremidades e algumas caíram dentro do córrego Segredo, carregadas pela enxurrada. Lama e galhos de árvores também estão espalhados pelo local, o que deixa o trânsito complicado.

 

Árvore caiu sobre carros na Rua Joel Dibo. (Foto: Christiane Reis)Árvore caiu sobre carros na Rua Joel Dibo. (Foto: Christiane Reis)

Queda de árvore - Na Rua Joel Dibo, em frente ao Sesc, quase no cruzamento com a Rua 26 de Agosto, uma árvore da espécie Pata de Vaca caiu. Os galhos atingiram 3 veículos estacionados.

O tronco ficou atravessada no meio da rua e interrompeu o trânsito, mas os bombeiros já estão no local providenciando a remoção.

Um Gol preto teve o vidro traseiro quebrado. Outros dois veículos, um Sandero e um Fiesta, ainda estão sob os galhos. Por isso, não há como saber a dimensão do estrago.

As três proprietárias dos carros disseram que vão acionar a Justiça e pedir ressarcimento à prefeitura.

Via Park (Foto: Fernando Antunes)Via Park (Foto: Fernando Antunes)

Alagamento - O temporal também fez transbordar o lago do Parque das Nações Indígenas e a água invadiu trecho da Via Parque.

A chuva, em horário de grande fluxo de veículos, acabou provocando tumulto no trânsito. Motoristas que tentaram enfrentar a enxurrada, acabaram com os veículos enguiçados.

Como apenas o acostamento não ficou submerso, alguns condutores também tentaram passar, mas há terra acumulada e muitos atolaram no local.

Na Avenida Mato Grosso, o trânsito também fico comprometido por volta de 14h30, mas o fluxo já voltou ao normal.

Na região do Novo Hotel, córrego que fica na Avenida Hiroshima também transbordou e por cerca de 30 minutos invadiu as duas pistas da Avenida Mato Grosso. Funcionários do posto de combustíveis que fica no canteiro central dizem que isso sempre ocorre em dias de temporal

No Parque dos Poderes, o pátio da Agesul também ficou debaixo d’água, mas a enxurrada não chegou a invadir veículos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions