A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

12/01/2016 16:26

Margem de córrego desmorona, rompe tubulação e interdita avenida

Priscilla Peres e Alan Diógenes
Máquinas da Águas Guariroba estão no local para conter o vazamento. (Foto: Fernando Antunes)Máquinas da Águas Guariroba estão no local para conter o vazamento. (Foto: Fernando Antunes)

O excesso de chuva nos últimos dias, em Campo Grande, tem piorado a situação de áreas críticas, como os córregos. Na manhã desta terça-feira (12), a tubulação de drenagem da água da chuva e de esgoto se rompeu devido ao desmoronamento da barranca. Parte da avenida Ernesto Geisel, no córrego Anhanduí, está interditada para obras de contenção.

Quatro caminhões com pedras, duas retroescavadeiras e um guindaste da Águas Guariroba, responsável pelo serviço de água e esgoto, estão no local e a previsão é de que até às 18h os técnicos consigam estancar o vazamento. A tubulação de esgoto também ficou comprometida com o desmoronamento.

O engenheiro civil da Águas Guariroba, Camilo Reis, está acompanhando as obras emergenciais e explica que essa tubulação de esgoto que se rompeu é responsável por 80% dos bairros da Capital. A concessionária trabalha para estancar o vazamento até o fim da tarde e, então, entregar o local para que a Prefeitura inicie as obras de recuperação da barranca. 

Caminhões com pedras estão no local para recuperar córrego. (Foto: Fernando Antunes)Caminhões com pedras estão no local para recuperar córrego. (Foto: Fernando Antunes)

Como acontece em vários pontos de Campo Grande, a barranca do córrego desmoronou e já chega ao meio-fio, isso significa que se a situação não for controlada irá atingir a avenida Ernesto Geisel, uma das principais vias da cidade. A situação acontece em frente ao parque Anhanduí, na região do Bairro Parati e Aero Rancho.

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) está no local para controlar o trânsito, já que três vias da avenida Ernesto Geisel precisaram ser interditadas. De acordo com o agente Valdir Aparecido Coutinho, apenas uma pista está liberada e ele está auxiliando os motoristas que passam por lá.

Conforme chega caminhões no local, é preciso interditar a pista por completo, o que chegou a gerar 1 km de congestionamento. De acordo com Valdir, como as obras por lá devem demorar, o trânsito terá que ser desviado para a Rua do Piano.

A assessoria da Águas Guariroba informou que o desmoronamento na margem do córrego ocorreu devido a chuva e que equipes da empresa estão no local com o objetivo de solucionar o problema ainda hoje. Em nota, a prefeitura de Campo Grande informou que técnicos estão monitorando o local e que havendo necessidade será feito uma obra emergencial. A obra definitiva está sendo aprovada na Caixa Econômica Federal.

Quatro pistas da avenida estão interditadas e não há previsão de liberação. (Foto: Fernando Antunes)Quatro pistas da avenida estão interditadas e não há previsão de liberação. (Foto: Fernando Antunes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions