A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

31/08/2018 11:33

Para melhorar destinação do lixo, prefeito entrega segundo ecoponto

Nova unidade foi inaugurada no Bairro Noroeste, para atender a população local

Leonardo Rocha e Kleber Clajus
Segunda unidade do ecoponto foi entregue no Bairro Noroeste (Foto: Kleber Clajus)Segunda unidade do ecoponto foi entregue no Bairro Noroeste (Foto: Kleber Clajus)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) inaugurou o segundo Ecoponto da Capital nesta manhã (31), no Bairro Noroeste, com a intenção de dispor de um local adequado para a população levar o lixo, como resíduos eletroeletrônicos, eletrodomésticos, resto de galhos e entulhos da construção civil, sendo no máximo 1 metro cúbico por dia.

O titular da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Luis Eduardo Costa, disse que a prioridade é atender primeiro os bairros da periferia, para que a população local possa fazer a destinação adequada do lixo. Ele revelou que as próximas unidades serão no Nova Lima, União e Centro-Oeste.

Marquinhos explicou que os R$ 150 mil investidos  foram pagos pela Solurb, já que a empresa tem obrigação em contrato, de estabelecer estes pontos de coleta. “A administração anterior não cobrava (instalações), mas nós solicitamos que as cláusulas fossem cumpridas para adequação do lixo”, disse o prefeito.

Os moradores podem levar o lixo a partir de hoje, na unidade (Ecoponto) que foi instalada na Rua Piraputanga, que fica entre as ruas Guarulhos e Jabaquara. O local fica aberto de segunda à sábado das 8h até às 18h. Terá um espaço para ser levado também produtos menores, que poderão ser reciclados.

 

Santino Pereira foi o primeiro a utilizar o ecoponto para descarte de podas de árvores (Foto: Kleber Clajus)Santino Pereira foi o primeiro a utilizar o ecoponto para descarte de podas de árvores (Foto: Kleber Clajus)
Local vai operar de segunda a sábado das 8h às 18h, com remoção dos itens em até 48h (Foto: Kleber Clajus)Local vai operar de segunda a sábado das 8h às 18h, com remoção dos itens em até 48h (Foto: Kleber Clajus)

Interessados – O jardineiro Santino Pereira Prado, de 50 anos, foi o primeiro a usar a unidade no Noroeste, levando poda de árvore para coleta. “Só tenho uma sugestão que é aumentar a quantidade de metros cúbicos de 1 para 2, para aumentar a destinação, para quem trabalha com jardinagem ainda é pouco”. Ele contou que gastava R$ 170,00 por semana, com a contratação de caçambas, para destinar o lixo do seu trabalho.

Já os comerciantes José Antônio Pires, 63, e Eleodoro Duarte, 64, que trabalham em frente ao local, estavam preocupados se haveria um “mau cheiro” nas mediações, no entanto o arquiteto e urbanista, Henrique Otto, disse que não vai haver este impasse, já que os containers levam o material a cada 48 horas.

Dados – A Solurb divulgou que a primeira unidade de Ecoponto, lançada no Bairro Panamá, no mês de março, já recebeu 3,5 mil visitas até o dia 21 de agosto. Tendo recolhido 650 toneladas de entulho, 242,8 (toneladas) de poda, assim como 171,5 toneladas de móveis e mais 20,3 (toneladas) de eletroeletrônicos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions