ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 20º

Meio Ambiente

PMA multa pecuarista em R$ 20 mil por desviar leito de córrego em fazenda

Por Liana Feitosa | 22/07/2015 09:49
Segundo a PMA, pecuarista destruiu a área das matas ciliares, que são de preservação permanente. (Foto: Divulgação PMA)
Segundo a PMA, pecuarista destruiu a área das matas ciliares, que são de preservação permanente. (Foto: Divulgação PMA)

Proprietário rural foi multado em R$ 20 mil pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, por causar degradação ambiental em sua propriedade que fica à margem da rodovia MS-228, na Estrada Parque, distante 15 quilômetros da cidade.

Segundo a polícia, o pecuarista destruiu a área das matas ciliares, que são de preservação permanente, e executou desvio de um curso de água do córrego São João, escavando uma vala de 3 quilômetros sem autorização ambiental.

As obras de desvio ainda estavam em andamento, mas foram interrompidas pela PMA. O infrator, que mora em Campo Grande, foi notificado e intimado a presentar um PRAD (Plano de Recuperação de Área Degradada) junto ao órgão ambiental.

Além disso, a PMA determinou que sejam feitas intervenções para que o curso d’água seja normalizado e volte seu curso natural imediatamente.

O produtor rural foi autuado administrativamente e multado em R$ 20 mil e ainda vai responder por crime ambiental por degradação de APP (Área de Preservação Permanente), que tem pena de detenção de um a três anos.

A PMA determinou que sejam feitas intervenções para que o curso d’água seja normalizado e volte seu curso natural imediatamente. (Foto: Divulgação PMA)
A PMA determinou que sejam feitas intervenções para que o curso d’água seja normalizado e volte seu curso natural imediatamente. (Foto: Divulgação PMA)
As obras de desvio ainda estavam em andamento, mas foram interrompidas pela PMA. (Foto: Divulgação PMA)
As obras de desvio ainda estavam em andamento, mas foram interrompidas pela PMA. (Foto: Divulgação PMA)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário