A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

22/11/2013 14:47

Aécio acusa PT de fazer “gestão desastrada” e crítica “cemitério de obras”

Zemil Rocha e Kleber Clajus
Aécio Neves discursando em Goiânia nesta sexta-feira (Foto: Kleber Clajus)Aécio Neves discursando em Goiânia nesta sexta-feira (Foto: Kleber Clajus)

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, criticou hoje, duramente, a gestão do PT e ações da presidente Dilma Roussef. Seu discurso, no Encontro do PSDB na Região Centro-Oeste, em Goiânia (GO), foi ouvido por 1.100 lideranças tucanas de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal e Tocantins.

Em meio a gritos coletivos, a todo momento repetido, de “Brasil para frente, Aécio presidente”, o ex-governador de Minas Gerais afirmou que a “gestão do PT é uma gestão desastrada”, com muitos erros no comando do País. “O Brasil precisa de gestores qualificados e éticos”, pregou.

Aécio Neves disse que há hoje muita “ineficiência do governo”, especialmente na condução das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Tem um cemitério de obras paradas e superfaturadas”, acusou o tucano.

O Brasil, na opinião dele, precisa deixar de ser o “patinho feio, no final da fila do desenvolvimento” e voltar a crescer. Apontou que o crescimento econômico do País é o menor da América do Sul, superior apenas ao da Venezuela. “Essa situação precisa ser alterada. Sei o tamanho da minha responsabilidade, mas não tenho receio do debate, seja ele qual for”, declarou.

Como contraponto, lembrou de conquistas do PSDB nos dois governos de Fernando Henrique Cardoso, antecessor da era petista. “Somos o partido da estabilidade econômica, das privatizações bem feitas e da Lei de Responsabilidade Fiscal”, destacou.

No seu pronunciamento, Neves também criticou a forma como o PT atrai aliados para ter governabilidade e garantir a aprovação de seus projetos no Congresso Nacional. “Hoje o Brasil não vive governo de coalizão, mas de cooptação. Isso é ruim para o País”, condenou.

Centro-Oeste – Durante seu discurso, o senador Aécio Neves destacou o avanço econômico da região Centro-Oeste. “Juscelino Kubstchek de Oliveira nem Tancredo Neves poderiam imaginar que 60 anos depois o Centro-Oeste sustentaria o desenvolvimento de todos os mais de 200 milhões de brasileiros”, lembrou aos partidários.

Enfatizou que a realização do primeiro encontro regional do PSDB em Goiânia não era despropositada. “Do coração do Brasil, que é o Centro Oeste, retiro força e energia para continuar a nossa caminhada rumo a 2014”, afirmou. “Mais do que nunca é hora dos tucanos e parceiros estarem juntos”, defendeu.

Questionado, durante entrevista aos jornalistas, sobre os conflitos entre produtores e índios em Mato Grosso do Sul, Aécio respondeu: “Falta diálogo, planejamento. É absolutamente possível que os índios possam conviver com seu ecossistema e a atividade do agronegócio crescer. Esse é o governo do improviso”.

 



Está aí o futuro derrotado!!
 
alex moraes em 22/11/2013 15:34:42
Esse pessoal não viu a do Bernal...lkkkkkkkk

Ou finge que não viu pq PSDB e PT que elegeram ele...Povinho ingrato esse de Campo Grande

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Antonio Harper em 22/11/2013 15:21:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions