A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/03/2013 13:38

André diz que Nelsinho, Simone e Herculano assumem dia 2 de abril

Zemil Rocha e Carlos Martins
André com instrumento musical, durante entrega de kits (Foto: Marcos Ermínio)André com instrumento musical, durante entrega de kits (Foto: Marcos Ermínio)

O governador André Puccinelli (PMDB) anunciou hoje, durante entrega de kits musicais para 12 municípios, que já no dia 2 de abril os titulares das novas pastas da mini-reforma administrativa, Nelsinho Trad (PMDB), Simone Tebet (PMDB) e Herculano Borges (PSC), devem assumir os cargos na administração estadual. “Não no dia da redentora, que é 31 de março, nem em 1º de abril (que é dia da mentira), mas no dia 2 de abril eles devem estar trabalhando a todo vapor”, afirmou Puccinelli.

Na semana que vem, o governador manda projeto de lei da mini-reforma administrativa para a Assembleia Legislativa, que, além do desmembramento da Secretaria de Governo (Segov) em três novas pastas - a parte da relações institucionais ficando com o ex-prefeito Nelsinho Trad, a parte política com a vice-governadora Simone Tebet e a parte administrativa, com o atual titular da Segov, Osmar Jerônimo - inclui a criação da Secretaria da Juventude, a ser ocupada pelo vereador Herculano Borges.

Quando entregou kits musicais esta manhã, na Governadoria, ao falar ao microfone com os participantes da solenidade, Puccinelli confirmou que Nelsinho vai assumir a Secretaria de Relações Institucionais. “O ex-prefeito Nelsinho Trad gostaria de estar presente aqui, mas ele não pode vir. Na próxima estará presente e vai fazer entrega na condição de Secretario de Relações Interinstitucionais Municipais”, declarou de viva-voz.

André revelou que Nelsinho terá uma secretaria com estrutura semelhante à da vice-governadora Simone Tebet. Já a Secretaria da Juventude, de Herculano Borges, será bastante enxuta. “Já passei meus arranjos para o Herculano olhar sua estrutura, que é pequenininha. Vai ser ele como secretário e mais três cargos”, afirmou.

Segundo o governador, a expectativa é que a Assembleia Legislativa aprove a mini-reforma administrativa até o final deste mês. Revelou, porém, que mesmo antes da oficialização das mudanças, a organização interna da Secretaria de Governo já está sendo mexida para abrigar os novos secretários. “Já estou arrumando salas e tudo”, informou.

As acomodações dos novos secretários estão diretamente ligadas às eleições de 2014. Declaradamente, o governador manifestou que a intenção principal é dar “visibilidade” para Nelsinho Trad, pré-candidato a governador, e Simone Tebet, que pode ser uma opção do PMDB para disputar o Senado.

 

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Cade o kit de material escolar,este ano não vai ter para os alunos da rede estadual.
 
Lia alves em 09/03/2013 00:52:42
Assumir o gordo contra cheque!
 
Antonio Cantanhede em 08/03/2013 22:21:14
As mudanças administrativas no governo do Estado visam, num primeiro momento, unica e exclusivamente beneficiar o governador e seus aliados, cumprindo com o velho pensamento de política que "vai servir para mim e meus pares próximos". Declaradamente temos um arranjo que visa a eleição e não uma administração justa e eficiente. O que uma 'secretária da juventude' vai fazer? Evangelizar os adolescentes?
 
Bruno Silva em 08/03/2013 22:04:31
é isso ai andre gasta o dinheiro que não é seu mesmo esse andre é um fafanrrão não faz nada só cria cargos e esbanja o dindin do povo.
 
rogerio torres barbosa em 08/03/2013 19:09:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions