ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 27º

Política

André lembra de apoio do DEM para garantir que pode indicar Mandetta

Wendell Reis | 29/02/2012 13:35
Governador criticou a oposição e garantiu que partido não sairá rachado(Foto: Marlon Ganassin)
Governador criticou a oposição e garantiu que partido não sairá rachado(Foto: Marlon Ganassin)

O governador André Puccinelli (PMDB) declarou na manhã desta quarta-feira (29), na Governadoria, que não haverá racha na escolha do candidato de seu grupo político à Prefeitura de Campo Grande. Questionado sobre a expectativa de racha levantada pela oposição, o governador foi enfático:

“Por que a oposição não cuida do rabo dela. Eu só cuido do PMDB e dos partidos que ao conversar com eles, se dispuseram a estar dentro do conceito. No nosso grupo, um só. O PMDB está monobloco”.

O governador garantiu que não haverá problema caso qualquer um dos três – Luiz Henrique Mandetta (DEM), Paulo Siufi (PMDB) ou Edson Giroto (PMDB) – sejam os escolhidos por meio de pesquisas.

“Preferencialmente do PMDB. Não obrigatoriamente. São as mesmas frases e vocábulos que venho reiteradamente, repetidamente, dizendo. Prioritariamente do PMDB. Não obrigatoriamente. Se o PMDB, através do governador, teve apoio do DEM, porque não pode ser o do DEM?”, questionou.

Puccinelli declarou ainda que não há pressa para definir o candidato, lembrando que o mês de março vai até o dia 31. Além disso, ressaltou que mesmo com o candidato definido, o partido realizará convenções em junho.

Na sessão de ontem (28) na Assembleia Legislativa os deputados da oposição, Pedro Kemp (PT), Paulo Duarte (PT) e Cabo Almi (PT) analisaram que o PMDB vive hoje o que o PT enfrentou em outros anos e avaliaram que o partido sairá rachado ao optar por um dos concorrentes.

Várias possibilidades - Puccinelli também foi indagado sobre eleições de 2014, sendo questionado se sua candidatura é a única maneira de garantir uma chapa imbatível: “Da uma olhada se a chapa é forte ou não. Nelsinho Trad governador e Simone (vice-governadora Simone Tebet) vice, com André senador. A chapa é fraquinha ou forte? Vamos supor o inverso, que preferencialmente é esta posição. Simone titular, Nelsinho de vice e André senador. Dezoito mil hipóteses. Elucubrem”, respondeu.

Nos siga no Google Notícias