ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 27º

Política

André lembra de apoio do DEM para garantir que pode indicar Mandetta

Por Wendell Reis | 29/02/2012 13:35
Governador criticou a oposição e garantiu que partido não sairá rachado(Foto: Marlon Ganassin)
Governador criticou a oposição e garantiu que partido não sairá rachado(Foto: Marlon Ganassin)

O governador André Puccinelli (PMDB) declarou na manhã desta quarta-feira (29), na Governadoria, que não haverá racha na escolha do candidato de seu grupo político à Prefeitura de Campo Grande. Questionado sobre a expectativa de racha levantada pela oposição, o governador foi enfático:

“Por que a oposição não cuida do rabo dela. Eu só cuido do PMDB e dos partidos que ao conversar com eles, se dispuseram a estar dentro do conceito. No nosso grupo, um só. O PMDB está monobloco”.

O governador garantiu que não haverá problema caso qualquer um dos três – Luiz Henrique Mandetta (DEM), Paulo Siufi (PMDB) ou Edson Giroto (PMDB) – sejam os escolhidos por meio de pesquisas.

“Preferencialmente do PMDB. Não obrigatoriamente. São as mesmas frases e vocábulos que venho reiteradamente, repetidamente, dizendo. Prioritariamente do PMDB. Não obrigatoriamente. Se o PMDB, através do governador, teve apoio do DEM, porque não pode ser o do DEM?”, questionou.

Puccinelli declarou ainda que não há pressa para definir o candidato, lembrando que o mês de março vai até o dia 31. Além disso, ressaltou que mesmo com o candidato definido, o partido realizará convenções em junho.

Na sessão de ontem (28) na Assembleia Legislativa os deputados da oposição, Pedro Kemp (PT), Paulo Duarte (PT) e Cabo Almi (PT) analisaram que o PMDB vive hoje o que o PT enfrentou em outros anos e avaliaram que o partido sairá rachado ao optar por um dos concorrentes.

Várias possibilidades - Puccinelli também foi indagado sobre eleições de 2014, sendo questionado se sua candidatura é a única maneira de garantir uma chapa imbatível: “Da uma olhada se a chapa é forte ou não. Nelsinho Trad governador e Simone (vice-governadora Simone Tebet) vice, com André senador. A chapa é fraquinha ou forte? Vamos supor o inverso, que preferencialmente é esta posição. Simone titular, Nelsinho de vice e André senador. Dezoito mil hipóteses. Elucubrem”, respondeu.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário