ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 25º

Política

Bernal usa Facebook para responder ataques e diz que está sofrendo perseguição

Por Jéssica Benitez | 10/04/2013 07:50

A primeira manifestação feita pelo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), em sua página oficial na rede social Facebook, nesta manhã, foi para responder aos ataques que o progressista sofreu ontem. Esta terça-feira foi conturbada para o chefe do Executivo que enfrentou manifestação de agentes comunitários de saúde em frente a prefeitura pela manhã e à tarde sofreu críticas porque vereadores foram impedidos de entrar na Ceinf (Centro de Educação Infantil) do Bairro Oscar Salazar.

Após descrever como será seu dia de trabalho, Bernal respondeu sem muitos detalhes aos fatos ocorridos ontem, novamente isentando-se de qualquer culpa. “Vamos em frente, com fé, humildade e muito trabalho. Enfrentando a perseguição dos "podero$o$" e sua "gangue de cupincha$", disse por meio da página cibernética.

“Hoje eles se superaram... tem nada não... vou em frente com Deus e o povo”, finalizou o prefeito. O impedimento imposto aos vereadores ganhou destaque em praticamente todos os veículos de comunicação da Capital. O impasse teve início ontem de manhã quando o vereador Vanderlei Cabeludo (PMDB) foi visitar o centro infantil em questão e não pôde entrar.

O peemedebista relatou que a própria diretora do lugar o impediu de adentrar as dependências do Ceinf, mas ressaltou que ela não foi mal educada. “Ela foi supersimpática, me explicou que estava há pouco tempo no cargo e que a ordem era não deixar ninguém entrar, nem receber ofício ela pode”, contou Cabeludo.

O fato teve grande repercussão na Câmara Municipal e fez com que os integrantes da Comissão Permanente de Assistência Social da Casa de Leis, retornassem ao local à tarde para averiguar o que estava acontecendo. Ao chegar ao Ceinf a situação se repetiu e ninguém foi autorizado a entrar no lugar.

Segundo o presidente da Comissão de Assistência Social, o vereador Flávio Cezar (PT do B) a LOM (Lei Orgânica Municipal) n° 26 parágrafo 2° garante o livre acesso a órgãos públicos a quem quiser obter informação de qualquer assunto de natureza administrativa.

A gestora do centro informou à reportagem do Campo Grande News, por telefone, que a ordem partiu da titular da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), Thais Helena. “Enviaram um documento, orientando para que as visitas sejam agendadas”, disse a diretora que preferiu não se identificar. O documento chegou até o Ceinf na semana passada, segundo ela.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário