A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

10/04/2017 12:01

Cidade deixou de ser caloteira e resgatou confiança, diz Marquinhos

Marquinhos Trad diz que intenção foi resgatar a credibilidade

Leonardo Rocha e Richelieu de Carlo
Prefeito Marquinhos Trad (PSD), ao lado da sua vice, Adriane Lopez (Foto: Marcos Ermínio)Prefeito Marquinhos Trad (PSD), ao lado da sua vice, Adriane Lopez (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirmou que, em seus 100 primeiros dias de gestão, Campo Grande deixou de ser caloteira e conseguiu resgatar sua credibilidade e confiança diante do mercado e dos demais órgãos públicos. Ele ainda apontou melhorias na área da saúde, infraestrutura, educação e finanças.

"Não é um dia de festa, e sim de reflexão, não vamos aqui pensar em colorir os avanços, mas conseguimos devolver a confiança e credibilidade da máquina pública", disse o prefeito, no auditório da Esplanada Ferroviária.

Marquinhos revelou que teve que "convencer os órgãos públicos, que a cidade não era mais caloteira", para viabilizar parcerias e recursos federais. "Ele citou que encontrou apenas R$ 37 milhões nos cofres públicos, mesmo tendo que pagar R$ 111 milhões em salários, além de uma parte do décimo terceiro.

"Tive que arrumar R$ 150 milhões em três dias úteis. Estávamos com as portas fechadas com os convênios federais, há quase dois anos na lista de mal pagadores". O prefeito disse que recebeu nesta oportunidade, um conselho do ministro Gilberto Kassab, para que "convencesse Brasília", que iria pagar as contas.

Tapa Buracos - Marquinhos citou que já foram fechados 85 mil buracos durante sua gestão, e que existe uma garantia com as empresas, que caso estes sejam reabertos, durante o período de cinco anos, o custo não será da prefeitura. "Sabemos que é preciso ser paliativo, pois o ideal seria recapear as ruas, já que a malha viária está condenada".

Também falou sobre o convênio com o governo estadual, que culminou em um investimento neste setor de R$ 10 milhões para cada um. Além disto, haverá uma 2° etapa para recapeamento das principais vias urbanas, em uma parceria que vai chegar a R$ 50 milhões.

Obras - Marquinhos lembrou da parceria com o Exército, para o recapeamento da Marechal Deodoro, Bandeirantes, Brilhante e Guia Lopes, sendo que a última já foi concluída. Além do trabalho em conjunto com o governo, para a redução da rotatório da Avenida Mato Grosso, com a Via Parque.

Saúde - O prefeito mencionou, durante a apresentação, a reforma e entrega da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, assim como a reposição de 75% dos medicamentos nas unidades de saúde de Campo Grande. 

Para o setor, Marquinhos diz que investe 35% do orçamento, o que segundo ele, não era feito antes. "Podemos considerar um recorde". Ainda citou o repasse dos pagamentos aos hospitais públicos.

Na educação, o prefeito disse que já foram entregues mais de 90 mil uniformes, tendo ainda a promessa de entregar todos os kits escolares, até o final do mês.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions