ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 23º

Política

Com aceno ao agronegócio, presidenciável do PRB chega a Campo Grande

Flávio Rocha, ex-vice-presidente da Riachuelo, participa nesta tarde de ato político no Grand Park Hotel

Humberto Marques e Mayara Bueno | 20/04/2018 17:30
Flávio Rocha veio ao Estado para ato político do PRB; pré-candidato defendeu apoio ao agronegócio. (Foto: Paulo Francis)
Flávio Rocha veio ao Estado para ato político do PRB; pré-candidato defendeu apoio ao agronegócio. (Foto: Paulo Francis)

O empresário Flávio Rocha, pré-candidato a presidente da República pelo PRB, afirmou nesta sexta-feira (20) que seu projeto político e de correligionários visa a “discutir valores” e serve como reação às ações negativas que atingiram a economia brasileira nos últimos tempos. Diretamente aos sul-mato-grossenses, destacou que o Estado tem forte dependência do agronegócio, setor que “precisa do nosso respaldo e incentivo”.

As declarações foram dadas há pouco, após o voo que trouxe o empresário chegar ao Aeroporto Internacional de Campo Grande. Ex-vice-presidente da Guararapes, que administra a rede de lojas Riachuelo, Rocha foi alçado recentemente à condição de possível candidato ao Planalto. Segundo ele, as articulações políticas sobre o projeto até aqui tem sido conduzidas, entre outros, pelo senador Pedro Chaves, “para a gente encontrar uma equação ideal”.

Flávio Rocha declarou que a pré-candidatura não terá como mote único a economia, “que é, sim, importante, mas não um fator suficiente” para o incentivar a entrar na disputa. A discussão sobre valores também deve ser abordada. O empresário ainda declarou que sua candidatura “representa uma reação contrária às ações em nossa economia, que foi desastrosa, que levaram à degradação dos nossos valores”.

Sobre o Estado, Rocha pontuou que se trata de uma área onde “a grande locomotiva da economia é o setor do agronegócio, que precisa de nosso respaldo e incentivo”. Ele pontuou que o campo é responsável por 33% da economia brasileira, e que o Movimento 200, do qual faz parte, “é para estimular a produção”. “Também como forma de geração de emprego, o agro é uma grande ferramenta”.

Cerca de 150 pessoas aguardaram Flávio Rocha no aeroporto. De lá, seguiram em carreata rumo ao Grand Park Hotel, onde o PRB estadual realiza um ato em torno de seu presidenciável. Além de Pedro Chaves, os vereadores Gilmar da Cruz e Betinho e o ex-presidente da Fundação Estadual do Trabalho, Wilton Acosta, participaram da recepção a Rocha. Antes de deixar a Capital, o empresário deve se reunir com o prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Nos siga no Google Notícias