A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

13/12/2018 15:52

Com adesão de Londres, grupo de “novatos” vira G-10 na Assembleia

Veterano parlamentar adere a bloco formado por novos deputados eleitos

Gabriel Neris e Mayara Bueno
Evander Vendramini, Londres Machados, Carlos Alberto David, Gerson Claro, João Henrique Catan, Herculano Borges, Antonio Vaz e Lucas de Lima se reuniram nesta quinta-feira (Foto: Divulgação)Evander Vendramini, Londres Machados, Carlos Alberto David, Gerson Claro, João Henrique Catan, Herculano Borges, Antonio Vaz e Lucas de Lima se reuniram nesta quinta-feira (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Londres Machado (PSD) também integrará o grupo de parlamentares que estão de olho na 1ª secretaria da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. O Campo Grande News apurou que agora o grupo se tornou G10 com a chegada do experiente parlamentar e também com a confirmação do nome do deputado Antonio Vaz (PRB).

O bloco já conta com Herculano Borges (SD), Lucas de Lima (SD), Evander Vendramini (PP), Gerson Claro (PP), Carlos Alberto David dos Santos (PSL), Neno Razuk (PTB), João Henrique Catan (PR) e Renan Contar (PSL).

Outros parlamentares também estão sendo procurados. O grupo pleiteia a 1ª secretaria e apoiam o nome do deputado Paulo Corrêa (PSDB) para presidente.

Porém, o deputado Zé Teixeira (DEM), que comanda o cargo de 1º secretário atualmente, anunciou que quer continuar no cargo e, inclusive, disse contar com o apoio dos parlamentares do PSDB, MDB e PT.

São 20 parlamentares que sinalizaram apoio ao tucano Paulo Correa para comandar a Assembleia a partir de fevereiro de 2019. Jamilson Name (PDT), também novato, mas que não aderiu ao grupo, anunciou sua decisão na semana passada.

A confirmação do apoio de Jamilson veio com a assinatura do pedetista ao documento no qual o deputado do PSDB tem formalizado o apoio de colegas na Casa.

Na manhã de quarta-feira, Corrêa viu serem formalizados mais quatro apoios: da nova bancada do MDB (formada por Renato Câmara, Márcio Fernandes e Eduardo Rocha, este último provável primeiro vice-presidente da Casa) e de Londres Machado, que retorna ao Legislativo estadual.



Interessante que o Londres sempre adere aquele que esta no poder. Seria medo de uma investigação para sesaber como o Deputado Londres ficou milionário. Não resite a uma investigação. Infelizmente em MS o MPE, os Desembargadores e Fiscas de Renda possuem rabos presos. O Fiscal de Renda Magalhães só voltou à Secretaria da Fazenda, depois que o filhodo André Puccinelli tomou-lhe 500 mil reais. Lamentável.
 
Rinaldo em 13/12/2018 19:34:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions