A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/06/2014 13:50

CPI da Telefonia já tem data para realização de seis audiências públicas

Ludyney Moura
Marquinhos Trad, presidente da CPI, quer descobrir os motivos da má qualidade nos serviços (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Marquinhos Trad, presidente da CPI, quer descobrir os motivos da má qualidade nos serviços (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Telefonia da Assembleia Legislativa, deputado Marquinhos Trad (PMDB) definiu hoje a realização de seis audiências públicas para discussão da qualidade dos serviços telefônicos móveis em Mato Grosso do Sul.

“Queremos saber mais queixas dos consumidores e as providências que já foram tomadas”, afirmou Marquinhos a pouco. A primeira audiência está marcada já para amanhã às 15h, no plenarinho da Assembleia, com a participação do Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor) e de representantes da Adec (Associação de Defesa dos Consumidores).

O parlamentar quer saber quais as principais reclamações dos usuários de telefonia para chegar a soluções práticas e eficientes, e destacou problemas de sinal das operadores de celular no Estado e o popular 'cai, cai' das ligações.

A segunda audiência será ainda nessa semana, na quinta-feira (3), no mesmo horário e local da anterior, com representantes da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso do Sul) e MPE (Ministério Público Estadual) e Defensoria Pública. “Queremos saber mais queixas dos consumidores e as providências que já foram tomadas”, destacou Trad.

As outras reuniões serão realizadas nos dias 9 de julho, com representantes das operadores Vivo e Claro, no dia 11 de julho, será a vez de ouvir a TIM e a OI, e a última será no dia 15 de julho com integrantes das concessionárias NET e GVT. Sempre às 15h na própria Casa de Leis.

No dia 17 de julho a CPI vai ouvir a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). “A agência é a responsável por fiscalizar as empresas, precisamos saber o que está acontecendo de errado, já que o setor da telefonia libera a lista de reclamações dos órgãos de defesa do consumidor”, disse o presidente da CPI.

A CPI é formada, além de Marquinhos, pelos deputados estaduais Mara Caseiro (PTdoB), Carlos Marun (PMDB), Cabo Almi (PT), Márcio Monteiro (PSDB). “As audiências serão abertas para todos e quem quiser participar será bem-vindo”, finalizou Marquinhos.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions