A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

24/07/2014 18:12

Delcídio afirma que seu governo terá solução para conflito indígena

Ludyney Moura
Delcídio afirma que seu plano de governo conta com uma proposta que vai solucionar a questão do conflito indígena no país. (Foto: Marcelo Calazans) Delcídio afirma que seu plano de governo conta com uma proposta que vai solucionar a questão do conflito indígena no país. (Foto: Marcelo Calazans)

Prometendo um forte viés social em seu governo, o candidato do PT para o cargo de governador do Estado do Mato Grosso do Sul, senador Delcídio do Amaral, que lidera as pesquisas de intenção de voto, afirma que possui uma saída para os conflitos indígenas que ocorrem em diversas regiões do país.

“Um conflito que traz muita insegurança e prejudica a nossa economia. E nós já temos uma saída, que é a indenização da terra nua, sem mexer no artigo 231 da Constituição (que dispõe sobre a ocupação, o domínio e a posse das terras tradicionalmente ocupadas pelos índios), uma proposta inovadora que inclusive pode ser usada em outros Estados”, afirma.

Como prioridade de campanha do senador, está a questão da saúde. Delcídio afirma que propostas que versam sobre a descentralização do setor são lugar comum nos discursos dos candidatos, e defende que o Estado invista os 12% constitucionais de sua receita apenas em saúde pública, valor que não deve ser confundido com saneamento e sanidade animal, por exemplo.

“Na minha leitura, dentro desse viés social intenso, o Estado existe como prestador de serviço para o cidadão. Nós primeiro temos que otimizar os espaços que já existem. Temos muitos edifícios e instalações hospitalares preparadas sem equipamento, ou então, as instalações tem outras carências, como os profissionais da saúde”, diz o petista, que quer repetir ações como a unidade do Hospital do Câncer de Barretos, instalada no município de Nova Andradina.

“Vamos diminuir a incidência do câncer de mama por estarmos fazendo uma medicina preventiva. Com isso você poupa os hospitais, com um sistema de saúde pública que começa lá na sala de aula, para que efetivamente a gente crie gerações sadias, e a saúde deixe de ser esse pesadelo e essa vergonha que temos vivenciado no Brasil todo”, dispara o candidato, que também defende políticas de inclusão, qualificação de mão de obra com inserção no mercado de trabalho.

Durante sua pré-campanha, o senador deixou famosa sua promessa do seu “busão”, que segundo ele estará pronto e em condições de visitar os 79 municípios do Estado já na próxima semana. “Ele (o ônibus) será adesivado com a cara da nossa gente. Vamos fazer uma campanha eficiente, organizada, pé no chão, e sem sobressalto. No programa eleitoral vamos apresentar propostas muito arrojadas, ousadas, evidentemente responsáveis, além de grande novidades”, revela.




Se realmente fosse pra resolver já era pra ter resolvido, se a presidente não resolveu eu duvido muito que ele resolva, o fato é que uma hora alguem tem que resolver pois o banho de sangue está pra começar e são as mãos do governo que vão estar sujas.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 25/07/2014 09:29:51
Será? O Governo Federal prometeu e não o fez! Pera ai...não são do mesmo partido? Ah tá...entendi...quem quiser acreditar que acredite...Eu tô fora!
 
Estênio Seaone em 24/07/2014 21:10:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions