ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  23    CAMPO GRANDE 29º

Política

Deputada retoma articulação para tentar aprovar projeto polêmico

Autora da proposta, deputada Mara Caseiro (PSDB), quer audiência em março na Assembleia Legislativa

Por Mayara Bueno e Leonardo Rocha | 07/02/2018 12:56
Deputada Mara Caseiro (PSDB) na Assembleia Legislativa. (Foto: Patrícia Mendes/ALMS)
Deputada Mara Caseiro (PSDB) na Assembleia Legislativa. (Foto: Patrícia Mendes/ALMS)

Autora do projeto denominado "Escola Sem Partido", na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a deputada Mara Caseiro (PSDB), afirma que já retomou a articulação para tentar aprovar a proposta.

A medida prevê afixação de cartazes nas escolas estaduais contendo direitos e deveres dos professores em sala de aula. O profissional não pode, conforme diz a sugestão de lei, discorrer sobre doutrinação política e discussões sobre gênero e religião.

Conforme a deputada, a expectativa é que, em março, seja realizada uma audiência pública na casa de leis para discutir o assunto com contrários e favoráveis ao projeto, além de especialistas que o criaram.

Em outubro passado, o mesmo tipo de reunião ocorreu na Câmara Municipal, mas por protestos de professores a audiência foi suspensa na ocasião. Mara Caseiro disse que não descarta pedir apoio da segurança.

Ainda em 2017, quando foi apresentado, o projeto já tramitava na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e o então presidente da comissão, deputado Beto Pereira (PSDB), havia pedido vistas.

Contudo, ainda de acordo com a deputada, as dúvidas já foram sanadas. Assim que os membros da CCJ forem definidos, o parecer já deve ser apresentado e a proposta estará "apta à votação" em plenário.

Polêmica - O assunto já tinha gerado polêmica anos atrás, quando foi apelido na Câmara Municipal de "lei da mordaça". Os vereadores chegaram a aprovar o projeto, no entanto o então prefeito Alcides Bernal (PP), vetou a proposta. Devido o desgaste e protestos, os parlamentares resolveram acatar a decisão.