ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Política

Deputado punido por senadora diz que tem apoio do PSL nacional

Até domingo, o pré-candidato do PSL à prefeitura de Campo Grande era o vereador Vinícius Siqueira

Por Aline dos Santos | 15/09/2020 12:47
Loester Carlos durante reunião do PSL em julho do ano passado. (Foto: Henrique Kawaminami)
Loester Carlos durante reunião do PSL em julho do ano passado. (Foto: Henrique Kawaminami)

A turbulência no PSL, que se devora numa briga interna para definir o candidato a prefeito de Campo Grande, teve adicional de polêmica nesta terça-feira (dia 15).

O deputado federal Loester Carlos Gomes de Souza divulgou nota no Facebook comunicando que o PSL nacional vai manter o seu nome como candidato a prefeito e a chapa de vereadores homologada na convenção do último domingo.

“Informamos que o PSL Nacional tornou sem validade o ato da senadora Soraya Thronicke bem como sua intenção de realizar nova convenção”, diz o comunicado postado pelo deputado.

Até domingo, o pré-candidato do PSL à prefeitura de Campo Grande era o vereador Vinícius Siqueira, que deixou o DEM para ter a candidatura lançada pela nova sigla. No entanto, de última hora, Loester Carlos, que também preside a comissão provisória municipal, foi o nome aprovado.

Ontem,  noutra reviravolta, a senadora, que é presidente regional do partido, interveio. Foi definido um novo presidente municipal e convocada convenção para amanhã.

Hoje, Loester Carlos fez a postagem e prometeu uma live “explicando tudo”. A reportagem não conseguiu contato com o deputado federal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário