A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/04/2014 12:10

Deputados debatem mudanças no código penal, após assassinato de empresário

Leonardo Rocha
Marun acredita que só com penas mais severas, estes casos deixem de acontecer no país (Foto: Divulgação)Marun acredita que só com penas mais severas, estes casos deixem de acontecer no país (Foto: Divulgação)
Marquinhos diz que leis vigentes devem ser cumpridas de forma integral (Foto: Divulgação)Marquinhos diz que leis vigentes devem ser cumpridas de forma integral (Foto: Divulgação)

Os deputados usaram a tribuna da Assembleia para debater mudanças no código penal brasileiro, que pudessem diminuir e evitar novos casos de latrocínio em todo país, lembrando do assassinato do empresário Erlon Peterson Bernal, na Capital.

“Defendo penas mais severas para aqueles que atentam contra a vida, assim como uma reavaliação da maioridade penal em casos de crimes contra a vida, temos que evitar que estes casos se repitam”, afirmou o deputado Carlos Marun (PMDB).

O peemedebista resolveu fazer este debate após presenciar a manifestação, no último domingo, exigindo mais segurança após a morte do empresário Erlon Bernal.

“A família iria preferir que roubassem até 20 vezes o empresário, mas que não ocorresse o assassinato, assim como não esquecemos das mortes de Breno (Silvestrini) e Leonardo (Batista) pelo mesmo motivo”, disse ele.

Marun também relatou uma viagem que fez a Santos, no dia 13 de março, deste ano e passou por apuros na viagem da cidade para a São Paulo.

“Depois do evento, fui para São Paulo de taxi, no entanto aconteceu um acidente no caminho, e gerou congestionamento, foi quando um grupo de oito pessoas começou a fazer arrastão nos carros, com roubos e pedradas nos vidros dos carros, um dos piores momentos da minha vida”.

Já o deputado Marquinhos Trad (PMDB) apontou outra direção para esta questão, ressaltando que o aumento das penas, assim como diminuição da maioridade (penal) não irão trazer resultado.

“Nós precisamos que as leis que já existem sejam cumpridas de forma integral, o que aumenta o crime é a impunidade, se a justiça cumprir de forma efetiva as leis vigentes, o resultado será outro”.

Marquinhos lembrou que em países com penas mais severas o número de crimes não diminuiu, assim como aqui no Brasil. “Aumentou-se a condenação para o tráfico de drogas para coibir o ato, e mesmo assim esta prática criminosa só aumentou”.

Sobre a maioridade, o deputado destacou que o crime organizado não deixará de atuar junto aos jovens. “Se diminuir para 16 anos, o crime organizado recruta os jovens de 14 e 15 anos, não vai impedir”.

Apesar do empenho dos deputados, esta questão só poderá ser tratada de forma efetiva no Congresso Nacional, onde o Código Penal Brasileiro pode ser modificado, pelos deputados (federais) e senadores.



Discordo do Deputado Marquinhos Trad. A sociedade quer ver acontecer as duas coisas: ampliação das penas e a certeza que não ficarão impunes os infratores da lei, principalmente esses crimes brutais, hediondos, que a sociedade vive clamando por justiça, justiça e justiça.!!! O País está caminhando a semelhança de uma panela de pressão que por falta de cuidados de manutenção da borracha de vedação de ar e da válvula, uma hora a panela explode. Você já viu isso??? Cuidado com a a paciência da sociedade que tem limites.É bom pensarmos sobre isso. Até...
 
JOÃO ALVES DE SOUZA em 16/04/2014 22:36:06
Quantos assassinatos precisaram ocorrer nos ultimos anos na capital para que esses nobres deputados se atentassem que este Código Penal brasiliero é arcaico e está utrapassado?
É vergonhoso! Tivemos que buscar apoio de fora nas nossas manifestações, como o da Deputada Keiko Ota de São Paulo, porque aqui nunca fomos apoiados. Santo de casa não faz milagres.

Lembrem-se nobres Deputados de MS, a IMPUNIDADE é maior causa da violência e o silêncio dos senhores é cumplice desta IMPUNIDADE.

João Márcio Escobar pai do jovem Brunão que foi vitima da violência urbana há 3 anos, e até hoje o assassino está IMPUNE.
 
João Márcio Escobar em 16/04/2014 13:34:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions