A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

03/12/2015 13:41

Deputados do PT defendem Dilma e esperam que processo seja encerrado

Leonardo Rocha
Deputados do PT esperam que processo não siga adiante no Congresso Nacional (Foto: Assessoria/ALMS)Deputados do PT esperam que processo não siga adiante no Congresso Nacional (Foto: Assessoria/ALMS)

Os deputados do PT defenderam a presidente Dilma Rousseff (PT), na Assembleia Legislativa, e esperam que o processo aberto de impeachment, seja encerrado por meio dos parlamentares ou até STF (Supremo Tribunal Federal). Eles ainda acusaram o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de ter feito chantagem e não ter autoridade moral para aceitar este pedido.

Para Amarildo Cruz (PT) este processo contra presidente, prejudica não apenas o PT, como todos os partidos, já que ninguém pode se beneficiar com o caos do país. "Não existe absolutamente nada contra a Dilma (Rousseff), nunca prevaricou ou exerceu tráfico de influência, tem uma história que deve se orgulhar".

O petista ainda criticou Eduardo Cunha por ter tentando "chantagear" o governo federal, com medo de ser cassado. "A melhor coisa que o PT fez foi não realizar acordo com ele, não vale tudo para ter governo, temos que ter princípios e valores, ficaria triste se fosse o contrário".

Cabo Almi (PT) disse que é muito cedo para fazer avaliação deste processo, no entanto acredita que ainda pode se reverter com recursos no STF (Supremo Tribunal Federal). "O Eduardo (Cunha) não tinha autoridade moral, primeiro ter que corrigir a presidência da Câmara (Federal), para depois abrir um processo contra a presidente".

Para Pedro Kemp (PT) este pedido de impeachment não deve seguir adiante, pois foi apenas uma tentativa desesperada do presidente da Câmara tentar salvar o cargo. "Percebeu que os deputados do PT iriam votar contra ele, fez chantagem, em uma situação vergonhosa, bandido de 5° categoria, esperamos que os deputados e senadores não entrem neste jogo dele".

Já o líder do PMDB na Assembleia, o deputado Eduardo Rocha, ressaltou que o pedido de impeachment seguiu de juristas renomados e que Cunha "pode até não ter moral", mas tinha a prerrogativa como presidente da Casa de Leis. "Certamente o PT terá um desgaste muito pesado para as eleições municipais de 2016".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions