A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

10/08/2014 10:18

Deputados terão audiência de prestação de contas e proteção aos rios de MS

Leonardo Rocha
Deputado Paulo Corrêa propôs as duas audiências públicas desta semana (Foto: Assessoria/ALMS)Deputado Paulo Corrêa propôs as duas audiências públicas desta semana (Foto: Assessoria/ALMS)

Os deputados estaduais terão duas audiências públicas esta semana, uma sobre a prestação de contas da Assembleia e outra em relação a discussão da proteção aos rios de águas cristalinas no Estado. Este evento será realizado no auditório da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), no município de Bonito.

Na terça-feira (12), os deputados realizam a prestação de contas da Casa de Leis, a partir das 14h, na sala de reuniões da presidência da Assembleia Legislativa. Este evento foi proposto pelo deputado estadual Paulo Corrêa (PR) e será aberto ao público em geral.

Na quinta-feira (14) haverá a audiência com o tema "Discussão acerca dos instrumentos legais de proteção aos rios de água cristalina”, que será realizada na unidade da UFMS, em Bonito, a partir das 19h.

Este evento também proposto pelo deputado Paulo Corrêa, tem como objetivo reunir especialistas, parlamentares e autoridades da região da Serra da Bodoquena, para discutir este assunto na região.

O deputado já apresentou um projeto sobre este assunto na Assembleia, justamente para proibir atividades nas nascentes que formam a microbacia dos rios Prata, Formoso, Peixe e Aquidaban, exceto as ações voltadas ao ecoturismo.

Esta proposta institui área de proteção ambiental nesta área para que não haja atividade ou ocupação humana em um raio de 150 metros, a contar pela borda das nascentes. Neste contexto também estão proíbe o uso direto das águas para consumo animal. "Temos que proteger as nascentes, se deixarmos a vontade o resultado é o assoreamento dos rios", apontou ele.

O projeto prevê que os proprietários de animais instalem bebedouros apropriados em suas propriedades, para evitar que eles possam ir até as nascentes. Também está vedado a extração de água mediante bombeamento, desvios os barragens nestes rios. De acordo com o autor do projeto, esta iniciativa surgiu da reclamação dos moradores da região, principalmente em Bonito, um dos principais pontos turísticos do Estado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions