ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 24º

Política

Com virada em Campo Grande, Eduardo Riedel repetiu feito de eleito em 1998

Candidatos que venceram no primeiro turno na Capital foram eleitos no segundo entre 2002 e 2018

Guilherme Correia e Gabriel de Matos | 30/10/2022 21:33
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Seção eleitoral em Campo Grande; Capital e Iguatemi "espelham" eleições desde 2002. (Foto: Paulo Francis)
Seção eleitoral em Campo Grande; Capital e Iguatemi "espelham" eleições desde 2002. (Foto: Paulo Francis)

Desde 2002, candidatos ao governo do Estado que venceram no primeiro turno em Campo Grande e Iguatemi, venceram no segundo turno. Os dois municípios também tiveram vitoriosos candidatos que levaram em 1994, com exceção de 1998, quando José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT, perdeu na Capital no primeiro pleito, mas se elegeu em segundo.

Os resultados foram apurados pela reportagem do Campo Grande News, com base em dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

No segundo turno deste ano, Eduardo Riedel (PSDB) venceu em 72 cidades - incluindo Campo Grande - e Renan Contar (PRTB) em sete.

No primeiro turno, no entanto, ele teve maior votação no interior, mas ficou em quarto na disputa em Campo Grande, atrás de Contar (26,64%), André Puccinelli, do MDB (21,82%), e  Marcos Trad, do PSD (15,48%).

Amostra - Campo Grande teve desempenhos mais parecidos com a totalidade do Estado desde 1994. De 48 votações em candidatos, bem como nas opções nulo e branco, 36 votações se assemelham com a de Mato Grosso do Sul. Já em Iguatemi, foram 32.

No entanto, desde 1994, 17 municípios refletiram os mesmos resultados do Estado, mas apenas em relação ao primeiro turno. Tanto Iguatemi quanto Campo Grande não estão neste grupo.

Desde a redemocratização em 1989, Mato Grosso do Sul teve oito eleições gerais para a escolha do governador. As duas primeiras foram decididas em primeiro turno com a eleição de Pedro Pedrossian, pelo PTB, em 1990, e de Wilson Barbosa Martins, do então PMDB, em 1994.

A primeira vez que o Estado teve decisão em dois turnos foi em 1998 - Ricardo Augusto Bacha (PSDB) ficou na frente no primeiro turno e foi derrotado por Zeca do PT no segundo. Em 2002, Zeca foi reeleito também após duas votações. As duas eleições do ex-governador André Puccinelli (MDB) foram em primeiro turno nos pleitos de 2006 e de 2010.

Em dois turnos, a eleição de 2014 foi de virada do atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Ele perdeu o primeiro turno para Delcídio do Amaral, então no PT, e venceu em segundo. Em 2018, Azambuja ficou na frente no primeiro turno e se reelegeu no segundo, ante o Juiz Odilon, à época no PDT.

Nos siga no Google Notícias