A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/04/2015 09:56

Filha da secretária de Educação tem cargo no TCE com salário de R$ 8 mil

Leonardo Rocha
Filha da secretária de Educação, Maria Cecília Amendola, foi contratada pelo TCE (Foto: Chico Ribeiro - Assessoria)Filha da secretária de Educação, Maria Cecília Amendola, foi contratada pelo TCE (Foto: Chico Ribeiro - Assessoria)

Após a polêmica que envolveu a contratação dos filhos do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), pelo TCE (Tribunal de Contas Estadual), que inclusive resultou na saída de ambos, a filha da secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, também foi contratada pela instituição, no dia 6 de fevereiro deste ano, para o cargo de assessor de inspetoria, que tem salário superior a R$ 8 mil reais.

A contratação de Viviane Amendola da Motta, filha da secretária estadual de Educação, foi feita pelo presidente do Tribunal de Contas, o conselheiro Waldir Neves. Ela exerce a função de assessor, símbolo TCA-203, na 6° Inspetoria de Controle Externo, tendo a validade da nomeação a contar desde o dia 9 de fevereiro.

Existe o questionamento se estas contratações tanto dos filhos do deputado estadual (Rinaldo Modesto), assim como da filha da secretária de Educação, ambos do PSDB, tiveram alguma influência política, ou uma ação de nepotismo. No primeiro caso o tucano negou qualquer ação política ou troca de “favores” com os conselheiros do Tribunal, ressaltando que seus filhos foram contratados por suas respectivas competências.

Já no caso da filha da secretária estadual, ela já trabalhava no Tribunal pela Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária), e que após o término do contrato, foi contratada pela instituição. O TCE teve que demitir 260 funcionários terceirizados que prestavam serviços por meio de convênios, com a Seleta e Limpa Mesmo, em função de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), firmado em outubro com o MPE (Ministério Público Estadual). Para suprir esta demanda, terão que usar os servidores efetivos ou contratar por concurso ou cargos em comissão.

O Tribunal de Contas ressaltou por meio de assessoria que Viviane Amendola foi contratada por sua competência profissional e que isto não se caracteriza como nepotismo, já que ela não está sob o comando direto da secretaria de Educação, Maria Cecília, já que se trata de órgãos diferentes, não vendo irregularidade.

Entramos em contato com a secretária de Educação, porém fomos informados que ela não poderia atender porque estava em reunião, até o fechamento da reportagem, ela não havia retornado as nossas ligações.

TCE diz que Aquário justificou contratação de filho de deputado
A contratação do relações internacionais Felipe Nunes Modesto, filho do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), foi justificada pelo TCE-MS (Tribun...
Diante de repercussão ruim, filhos de deputado pedem desligamento do TCE
Felipe Nunes e Caroline Rosa, filhos do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), devem ser desligados do TCE (Tribunal de Contas de Mato Grosso do S...


Será que sendo filha de uma secretária de educação ela não teria condições cognitivas e morais suficientes para conseguir um trabalho por esforço próprio? Tinha que ser apadrinhada mesmo! Isso é uma vergonha secretária, mais uma mamando nas tetas do governo com o dinheiro dos nossos impostos! Isso é revoltante!!
 
Leandro em 07/04/2015 16:28:51
Que baita upgrade hein? De adolescente/menor aprendiz (mirin) para mais de 8 milhas por mês?
Realmente nosso país é o país da corrupção mesmo, do favorecimento e do apadrinhamento no poder público que é ineficiente e caro demais.
Imaginem só o que não aparece, as pessoas que recebem sem trabalhar e muitos dos que trabalham são ineficientes, lentos e prestam um mal atendimento.
Nem deputado que se diz evangélico escapa, é o joio no meio do joio.
 
jukahballa em 07/04/2015 14:05:35
Diante te tudo o que temos visto na nossa Prefeitura, no nosso Estado, e agora em especial no TRIBUNAL DE CONTAS, pergunto: Será que temos moral para julgarmos os corruptos da Petrobrás???
 
APS em 07/04/2015 13:55:15
É muito estranho..apos tantas leis de nepotismo.....MAS O MAIS ABSURDO....DEPOIS DE TANTAS PALAVRAS....FALA...DO ATUAL GOVERNADOR....O ABSURDO DE MILHARES DE FUNCIONARIOS DA SEFAZ PASSAR A SER FISCAIS DE RENDAS SEM CONCURSOS PUBLICOS...ACORDA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA.....MP....OAB...cursinhos..homem de bem...acorde,,,,JUSTIÇA Ja
 
jose bonifacio de paula serra em 07/04/2015 13:11:26
Os filhos de politicos e servidores de alto escalão devem ser pessoas super dotadas de inteligencia impar e capacidade inquestionavel né, que pena que não nasci filho de politico, era para eu ser bem mais inteligente...
 
Max em 07/04/2015 12:29:53
Olha, o povo está perdendo a paciência. O DESCALABRO é muito grande e os tempos estão bicudos demais para se aceitar esse tipo de coisa. A gente paga muitos impostos e não se vê o retorno de nada. Esse TCE é um acinte ao bolso do contribuinte, não fiscaliza nada (os seus apadrinhados), gasta demais, trabalham pouco e apadrinham demais. E o pior: o órgão que deveria fiscalizar o TCE se omite! Por qual razão será? Chega, os que entram nesse órgão não podem mais serem nomeados, TEM QUE SER POR CONCURSO, todos! ELES NÃO FISCALIZAM OS SEUS PADRINHOS! Esse sistema não cabe mais, o povo já não aguenta! INDIGNADO!
 
Hugo Alves em 07/04/2015 11:59:42
Nesse TCE é uma verdadeira troca de favores, por que o Sr. Waldir Neves não chama os concursados? É uma vergonha.
 
Beto em 07/04/2015 10:40:40
Engraçado que, mesmo com 198 aprovados por mérito para o cargo de Auditor Estadual de Controle Externo, esse Órgão insiste em só contratar comissionados (não aprovados em concursos), principalmente parentes de autoridades. E ainda por cima, querem que a Assembleia aprove uma lei criando mais cargos comissionados. Por que não rasgam logo a Constituição? Se for assim, não precisamos mais estudar para concurso. Precisamos é ter "ótimos" relacionamentos.
 
Amanda em 07/04/2015 10:37:34
Este Tribunal Caiu no Descrédito Popular!!!!
Uma Vergonha! Convoquem a lista completa dos concursados para auditor, que aguardam por suas vagas e não "Apadrinhados" ! O Povo já está cheio disto !!!
Tomem Consciência e zelo pelo Bem público, principalmente por ser um órgão "Fiscalizador" !
 
Jorge Luiz Jares em 07/04/2015 10:26:30
ESTÁ CADA VEZ MAIS VISIVEL, QUE O TRIBUNAL DE CONTAS É UMA FARSA. UM LOCAL QUE SE TROCA FAVORES POLITICOS E CONTRATAM GENTE DA TURMA DO ELEITO. UMA VERGONHA, ASSIM COMO TANTOS. COM CERTEZA HA PESSOAS QUE ESTUDARAM, PARA TRABALHAR SOBRE CONCURSO NESTE ORGÃO E ESPERAM SEI LA O QUE PARA OS CONTRATAREM. QUE VERGONHA, QUE ABSURDO, QUE NOJO DESSAS PESSOAS CORRUPTAS.
 
LUCIANO MARQUES em 07/04/2015 10:06:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions